Bombeiro de Pedrógão Morre em Acidente - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

segunda-feira, 28 de maio de 2018

Bombeiro de Pedrógão Morre em Acidente


Eduardo Lopes, bombeiro na corporação de Pedrógão Grande há mais de 30 anos, foi encontrado morto junto à sua scooter, no sábado à noite. 

O homem, de 54 anos, despistou-se numa estrada secundária em Tojeira, Pedrógão Grande, e o seu cadáver foi encontrado já perto das 22h00. Ontem, outros dois homens, de 47 e 58 anos, perderam a vida na estrada, em acidentes ocorridos em Sintra e Santo Tirso. A hora exata a que ocorreu o despiste que vitimou o bombeiro está por apurar. 

Os elementos da corporação que foram ao local acreditam que o acidente ocorreu muito antes da hora a que receberam o pedido de socorro, uma vez que encontraram a vítima "em rigidez cadavérica", disse ao CM o adjunto do Comando, Rui Barreto. Eduardo Lopes trabalhava nas oficinas da autarquia. Era solteiro, vivia em Pedrógão Grande e regressava a casa depois de tratar dos animais que tem em Ouzenda, onde ia todos os dias ao final da tarde. Já em Santo Tirso, uma colisão entre dois carros tirou a vida a José Carlos Soares, de 58 anos. 

O acidente ocorreu pelas 07h50 na EN105, em Santiago da Carreira. O carro da vítima, proprietária de um café, foi projetado e caiu a uma ravina com cerca de 30 metros de altura quando seguia em direção a Santo Tirso. Morreu no local. No outro carro, um Audi, seguia um grupo de jovens. Um deles, de 23 anos, sofreu ferimentos ligeiros. "Ele ia todas as manhãs a um quiosque. Terá sido aí que sofreu o acidente", disse Abílio Ribeiro, primo da vítima fatal. Minutos antes deste acidente, Eustáquio Morais, um motociclista de 47 anos, morreu numa colisão com um carro no cruzamento da EN9 para a Lagoa Azul, em Sintra. 

A vítima tinha saído de casa para ir trabalhar quando foi abalroada pelo automóvel. Pertencia ao Clube Motard BipBip, de Sintra, e deixa mulher e dois filhos.

Fonte: Correio da manhã

Sem comentários:

Enviar um comentário