Ambulância do INEM em Monchique Pronta Até Final do Mês - VIDA DE BOMBEIRO

_______________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

terça-feira, 22 de maio de 2018

Ambulância do INEM em Monchique Pronta Até Final do Mês


Desde o passado dia 13 de fevereiro que uma ambulância de socorro, nova e totalmente paga, se encontra inoperacional no quartel dos Bombeiros Voluntários de Monchique (BVM). 

Em causa esteve, durante bastante tempo, o atraso na respetiva certificação, por parte do Instituto de Mobilidade e Transportes (IMT). Esse problema está, contudo, já resolvido, conforme confirmou esta segunda-feira ao CM fonte do s Bombeiros de Monchique. Neste momento, aliás, "já está agendada a vistoria com o INEM, para dia 30 de maio". 

A partir daí, a ambulância poderá proceder ao serviço de emergência no concelho de Monchique e nos concelhos vizinhos, tanto no distrito de faro como no de Beja". O atraso na certificação, pelo IMT, "de largas dezenas de ambulâncias" de socorro chegou a ser denunciado pela Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP), que caracterizou a situação como "escandalosa". 

"O socorro às populações, com meios modernos e adequados, não pode depender da burocracia e também dos custos que ela acarreta, já que os bombeiros de todo o País são obrigados a deslocar-se com as viaturas a Aveiro para o processo de certificação", sublinhou a LBP, que apelou "aos Ministérios da Administração Interna, da Saúde e da Economia para que se entendam e ponham cobro a este verdadeiro escândalo". Isto porque, frisou, "a segurança e o socorro dos portugueses não pode estar sujeita a situações como esta". 

Perante a situação, a LBP responsabilizou ainda o IMT "por qualquer situação dramática que possa vir a ocorrer por falta da prestação de socorro em ambulância".

Fonte: Correio da Manhã

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________