Quedas de Árvores e Inundações no Alentejo - VIDA DE BOMBEIRO

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

sábado, 3 de março de 2018

Quedas de Árvores e Inundações no Alentejo


A queda de árvores e de estruturas e inundações foram as principais ocorrências relacionadas com o mau tempo, esta sexta-feira, na região do Alentejo, sem registo de danos pessoais.

No distrito de Évora, ocorreram, até às 17 horas, 13 quedas de árvores e de duas estruturas, quatro inundações em habitações e um abatimento de terras numa estrada municipal em Redondo, especificou fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS).

Os concelhos mais afetados foram os de Évora, Vendas Novas, Arraiolos, Mora, Reguengos de Monsaraz, Redondo, Alandroal e Portel.

As ocorrências obrigaram à mobilização, ao longo do dia, de uma centena de bombeiros e de 19 viaturas.

No distrito de Beja, segundo o CDOS, também se verificaram quedas de árvores nas zonas de Vila Nova de Milfontes, Odemira e Aljustrel.

Em Almodôvar (Beja), continuaram as operações de limpeza na Escola Básica e Secundária, de forma a reabrir as portas na segunda-feira.

Na quinta-feira, o vento forte provocou a queda de árvores no recinto e o levantamento de telhas da cobertura de um dos blocos da escola, o que, por motivos de segurança, levou à suspensão das atividades e ao fecho do estabelecimento de ensino.

Mais a norte, no distrito de Portalegre, há registo da queda de uma árvore na Estrada Nacional (EN) 119, em Alter do Chão.

Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário