Suspeito de Incêndios na Madeira Condenado a Três Anos de Prisão Efetiva VIDA DE BOMBEIRO: Fogo em Vila Nova de Foz Coa mobiliza mais meios

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Fogo em Vila Nova de Foz Coa mobiliza mais meios


O incêndio que deflagrou na terça-feira em Vila Nova de Foz Coa, no distrito da Guarda, era às 06.30 horas o incêndio que mais meios mobilizava, com mais de duas centenas de operacionais, segundo a Proteção Civil.

Às 06.30 horas, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) dava conta na sua página da Internet de 17 fogos, dois em curso, um em resolução e 14 em fase de conclusão.

O incêndio de maiores dimensões e ainda por dominar era o fogo que deflagrou na localidade de Murça, freguesia de Freixo de Numão, concelho de Vila Nova de Foz Coa, distrito da Guarda. Este incêndio estava a ser combatido por 238 operacionais, com o apoio de 68 veículos.

Ativo estava também um incêndio que deflagrou esta quarta-feira de madrugada em Ramila, freguesia de Fátima, concelho de Ourém, distrito de Santarém que mobiliza nove operacionais, com o apoio de três veículos.

Em fase de resolução está o fogo que deflagrou na terça-feira Póvoa de Cervães e Santiago de Cassurães, concelho de Mangualde, no distrito de Viseu, encontrando-se no local 195 operacionais, com o apoio de 66 veículos.

O incêndio em Rochoso, no concelho e distrito da Guarda, que lavrava desde segunda-feira e chegou a mobilizar 718 operacionais e cortou várias vezes a A25, entrou em rescaldo, estando ainda no local 651 operacionais e 199 veículos.

Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) da Guarda, o fogo de Rochoso entrou em rescaldo pelas 03.06 horas, menos de uma hora após ser dominado.

Em fase de conclusão, estava ao início da manhã, o incêndio que deflagrou na terça-feira em Açoreira, concelho de Torre de Moncorvo, no distrito de Bragança.

Vinte e nove concelhos de sete distritos em risco "máximo"

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, estão em risco "máximo" de incêndio 29 concelhos dos distritos de Faro, Portalegre, Santarém, Coimbra, Castelo Branco, Guarda e Bragança.

O IPMA colocou ainda vários concelhos em risco "elevado" e "muito elevado" em todos os 18 distritos de Portugal Continental.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, que podem variar entre "reduzido" e "máximo".

JN
Comentários
0 Comentários

Sem comentários:

Enviar um comentário

2015 Copyright – Todos os Direitos Reservados : VIDA DE BOMBEIRO