Suspeito de Incêndios na Madeira Condenado a Três Anos de Prisão Efetiva VIDA DE BOMBEIRO: Mau Tempo Deixa País com Oito Distritos com Aviso Laranja

domingo, 20 de novembro de 2016

Mau Tempo Deixa País com Oito Distritos com Aviso Laranja


O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê, para este domingo, céu muito nublado, com períodos de chuva e ventos fortes, com oito distritos do país com aviso laranja e o resto do continente a amarelo. 

De acordo com a informação disponível na página da internet do IPMA, atualizada às 01h26, as previsões para o dia de hoje são de céu muito nublado, períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes, e queda de neve nos pontos mais altos da Serra da Estrela no final do dia. Há possibilidade de ocorrência de trovoada, bem como ventos moderados, soprando por vezes forte e com rajadas até aos 70 quilómetros/hora no litoral ou até aos 80 quilómetros/hora nas terras altas, aumentando de intensidade no final do dia. 

Tanto para a Grande Lisboa como para o Grande Porto, as previsões são de céu muito nublado, períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes, e possibilidade de ocorrência de trovoada. Por causa dos avisos meteorológicos, o país está pintado a amarelo e laranja, com os distritos de Aveiro, Braga, Coimbra, Leiria, Porto, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu com aviso laranja, o que significa uma situação meteorológica de risco moderado a elevado. Já os restantes distritos do continente estão sob aviso amarelo, o que representa uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

Em relação ao estado do mar, o IPMA alerta para ondas de noroeste na costa ocidental, com 2,5 a 3,5 metros de altura, podendo chegar aos 4,5 metros no final do dia. Já na costa sul, as previsões são de ondas de sudoeste com 1 a 1,5 metros de altura, podendo oscilar entre os 1,5 e os 2 metros a partir da tarde. Na sequência das previsões do IPMA, até segunda-feira, dia 21 de novembro, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) deixa algumas recomendações, nomeadamente desobstruir os sistemas de escoamento das águas pluviais, ter uma condução defensiva, reduzindo a velocidade, ou não atravessar zonas inundadas. 

"Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a galgamentos costeiros, evitando se possível a circulação e permanência nestes locais", sugere a ANPC. Por outro lado, desaconselha a prática de atividades marítimas, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos ou passeios à beira mar, evitando o estacionamento de viatura em zonas muito próximas da orla marítima.

Fonte: CM
Comentários
0 Comentários

Sem comentários:

Enviar um comentário

2015 Copyright – Todos os Direitos Reservados : VIDA DE BOMBEIRO