Suspeito de Incêndios na Madeira Condenado a Três Anos de Prisão Efetiva VIDA DE BOMBEIRO: INEM Comete Erro de 700 Quilómetros

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

INEM Comete Erro de 700 Quilómetros

Uma falha de comunicação resultou no atraso do socorro a uma idosa, de 81 anos, vítima de um Acidente Vascular Cerebral.

O caso aconteceu em Vila Real de Santo António (VRSA), no Algarve, mas foi registado pelo INEM em Santo António de Monforte, Chaves, no distrito de Vila Real. Um engano de quase 700 quilómetros, que está já a ser averiguado.

A mulher, de nacionalidade irlandesa, sentiu-se mal e caiu na rua. A situação, que ocorreu na terça-feira, foi presenciada por várias pessoas. Uma testemunha contou, ao JN, que o INEM foi contactado, pelo menos, duas vezes, mas nunca chegou ao local. O socorro acabou por ser prestado pelos Bombeiros Voluntários de VRSA, que transportaram a idosa para o Serviço de Urgência Básica (SUB) local. Mais tarde, a vítima foi transferida para o Hospital de Faro, onde ontem ainda estava internada.

Em causa está um erro na introdução do local da ocorrência no sistema informático. Na primeira chamada, recebida, segundo o INEM, às 12.15 horas, através do Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU), a ocorrência ficou introduzida como tendo acontecido em Vila Real, Santo António de Monforte, no concelho de Chaves e os meios foram ativados para esse local.

Em resposta ao JN, fonte oficial do INEM informou que, "uma vez que a situação ficou localizada em Chaves, o CODU efetuou uma chamada para o contactante, às 12.25 horas, informando que em Chaves não havia ambulância disponível, tendo havido necessidade de acionar uma ambulância dos Bombeiros de Valpaços, reforçando que iria demorar alguns minutos a chegar". Mas "o contactante nada referiu sobre a localização, mantendo-se a morada da chamada inicial". O erro só foi detetado às 12.32 horas. O INEM recebeu uma nova chamada de socorro que permitiu "retificar a localização da situação" e acionar uma ambulância dos bombeiros.

Já no SUB o médico acionou o protocolo da Via Verde do AVC e a idosa foi transportada, às 13.20 horas para o hospital. O INEM reconhece que "terá existido um erro" e vai "averiguar com rigor o sucedido neste caso concreto e tomar as medidas consideradas necessárias".

Fonte: JN
Comentários
0 Comentários

Sem comentários:

Enviar um comentário

2015 Copyright – Todos os Direitos Reservados : VIDA DE BOMBEIRO