Socorro na Neve: LBP Defende Apoios Alargados para Intervir - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Socorro na Neve: LBP Defende Apoios Alargados para Intervir


A Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) quer que os apoios facultados pela Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) aos bombeiros voluntários para a prestação de socorro na neve não se circunscrevam apenas ao maciço central da serra da Estrela mas a outras zonas do país e em circunstâncias idênticas às que ali se encontram asseguradas.

Esta proposta está consagrada no Plano de Atividades da LBP para 2016, aprovado pelo Conselho Nacional realizado no passado fim de semana em Rio Maior.

São muitas as associações de bombeiros que, com maior incidência no interior e no norte do país, dispõem de equipamentos e pessoal especialmente preparado para a intervenção em condições climáticas adversas. Para tal, contam, em particular, com os recursos próprios, nomeadamente financeiros, e algumas vezes com o apoio dos respetivos municípios. 

Em condições extremas, no período invernoso, intervêm milhares de vezes na prestação do socorro, no apoio a populações isoladas, no transporte de idosos e crianças, na satisfação da regularidade do apoio domiciliário prestado habitualmente por outras entidades de solidariedade. Para isso, socorrem-se de viaturas todo o terreno adaptadas e até ferramentas acopladas a algumas delas, maioritariamente pesadas, para limpeza e desobstrução de vias com neve e gelo.

A LBP defende que todas essas operações e estados de alerta mereçam da parte da ANPC os apoios devidos às associações de bombeiros, à semelhança do previsto no Plano de Operações Nacional da Serra da Estrela (PONSE).

Desde o passado dia 1, e até abril, o PONSE está novamente em vigor no maciço central da serra da Estrela e montada no terreno a infraestrutura respetiva.

Do Plano fazem parte seis associações de bombeiros voluntários, Covilhã (distrito de Castelo Branco), Loriga, S. Romão, Gouveia, Seia e Manteigas (distrito da Guarda), o Grupo de Resgate em Montanha da Força Especial de Bombeiros (FEB) e ainda o Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro da GNR (GIPS/GNR).

LBP

Sem comentários:

Enviar um comentário