Ultrapassagem Fatal em Arcos de Valdevez - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Ultrapassagem Fatal em Arcos de Valdevez


A brutalidade da colisão frontal transformou o IC28, em Távora, Arcos de Valdevez, num cenário "de terror". Eram 19h55 de terça-feira, quando Pedro Davide Marques da Cunha, de 26 anos, arriscou uma ultrapassagem numa reta com dupla linha contínua. O embate do Volkswagen com o Mercedes que circulava no sentido contrário foi inevitável. O jovem, residente em Paçô, Arcos de Valdevez, sofreu várias fraturas expostas e lesões internas e morreu ainda no local. 

"Quando me aproximei, o cenário era de terror. O condutor estava preso dentro dos ferros torcidos do carro e não reagia", contou ao Correio da Manhã a condutora de um automóvel que seguia atrás do Mercedes conduzido por um homem de 30 anos e que ficou em estado grave. 

Também a viatura daquela jovem foi atingida pelos destroços projetados pela colisão. "Quando vi as peças dos carros a voar na minha direção travei a fundo. Foi muita sorte ter escapado ao acidente", acrescentou. 

O acidente ocorreu a cerca de 10 quilómetros da casa de Pedro Davide. A notícia da morte do jovem deixou em choque os moradores de Paçô. "Ele jogou nas camadas jovens do clube da terra e depois foi preparador físico. Era muito querido por todos na freguesia", explicou ao CM um casal residente em Paçô.

Fonte: CM

Sem comentários:

Enviar um comentário