Bombeiro Ferido em Explosão em Porto de Mós deve Ter Alta na Próxima Semana - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

sexta-feira, 5 de julho de 2024

Bombeiro Ferido em Explosão em Porto de Mós deve Ter Alta na Próxima Semana

 


O bombeiro que ficou gravemente ferido na quarta-feira numa explosão no recinto das Festas de São Pedro, em Porto de Mós, deve ter alta hospitalar na próxima semana, disse hoje à agência Lusa o comandante da corporação.


"É expectável que no início da próxima semana o bombeiro tenha alta hospitalar", afirmou o comandante dos Bombeiros Voluntários de Porto de Mós, Elísio Pereira.


Segundo a mesma fonte, o bombeiro sofreu queimaduras na cara que não afetaram a visão nem as vias aéreas.


Quanto ao bombeiro que teve ferimentos ligeiros, é previsível que na próxima semana regresse ao trabalho no quartel, dado ser bombeiro profissional, adiantou Elísio Pereira.


Na quarta-feira, dois bombeiros ficaram feridos, um deles com gravidade, na sequência de um incêndio que evoluiu para a explosão de uma botija de gás, no concelho de Porto de Mós, informou fonte do Comando sub-regional de Leiria.


De acordo com a mesma fonte, às 14:39 foi dado o alerta para um incêndio numa das tasquinhas das Festas de São Pedro, que decorrem até domingo.


"O incêndio numa das tascas evoluiu para o rebentamento de uma botija de gás, causando dois feridos: um grave e um ligeiro. Os feridos são bombeiros da corporação de Porto de Mós", indicou.


Nesse dia, o comandante da corporação afirmou que "o bombeiro ferido ligeiro foi assistido no Centro de Saúde de Porto de Mós" e depois foi para casa, tendo o bombeiro gravemente ferido sido transportado para uma unidade hospitalar de Coimbra.


Este responsável da corporação explicou na ocasião que "várias botijas de gás rebentaram" e que "o incêndio que existia na altura do rebentamento afetou alguns 'stands' de expositores, incluindo um de veículos motorizados, e tasquinhas".


"As botijas estavam a ser utilizadas nas tasquinhas", afirmou Elísio Pereira.


Na sequência do acidente, cujas causas estão a ser investigadas pela Polícia Judiciária, foi feita uma avaliação por parte de "todas as entidades externas, incluindo as que certificam as redes infraestruturais de abastecimento energético", tendo sido "dado parecer positivo em termos de segurança para o normal funcionamento das tasquinhas".


"Deste modo, o recinto das festas e todas as atividades programadas decorrerão com normalidade", divulgou no mesmo dia esse município do distrito de Leiria.


Noticias ao Minuto

Sem comentários:

Enviar um comentário