Heliporto do Hospital de Braga autorizado a operar voos de emergência médica - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

segunda-feira, 15 de janeiro de 2024

Heliporto do Hospital de Braga autorizado a operar voos de emergência médica

 


O heliporto do Hospital de Braga, que integra a recém-criada Unidade Local de Saúde (ULS) de Braga, recebeu autorização da Autoridade Nacional de Aviação Civil (ANAC) para ser utilizado por meios aéreos de emergência médica.


Em comunicado, a ULS de Braga diz que o heliporto do hospital "teve luz verde" por parte do regulador do setor da aviação civil para operar meios aéreos de emergência médica "em condições diurnas e noturnas", passando, segundo esta ULS, "a ser o único heliporto hospitalar autorizado pela ANAC a operar, no Norte do país, das quase 40 infraestruturas de heliportos hospitalares existentes".


"É com agrado que vemos reconhecido o esforço do Hospital de Braga em garantir a capacidade de resposta às emergências na região do Minho e Norte do país. Após o normal processo de testes necessário, realizámos um exercício de simulação da reação dos profissionais do Hospital de Braga a uma situação emergente, que foi bem-sucedido, motivo pelo qual obtivemos luz verde para operacionalizarmos o heliporto", explica o presidente do Conselho de Administração da ULS de Braga, João Porfírio Oliveira, citado no comunicado.


A nota acrescenta que, no âmbito do processo de obtenção da autorização para operacionalizar o heliporto do Hospital de Braga, "concretizaram-se todos os requisitos indicados pela entidade reguladora, nomeadamente o exercício de simulação, com vista a testar o Plano de Emergência do heliporto do Hospital de Braga".


A autorização para a operacionalização legal do heliporto, que carecia, segundo a lei, de uma validação do regulador do setor da aviação civil (ANAC) para operar voos de emergência médica, possibilita a receção de situações emergentes por via aérea, na região Norte do país.


"O Plano de Emergência submetido encontra-se em conformidade com a regulamentação proposta pela ANAC, e vigora até ao final do ano de 2025. O Plano de Emergência do Heliporto do Hospital de Braga contém os procedimentos a seguir em caso de emergência, acidente, incidente ou emergência total relacionada com a operação de helicópteros, no heliporto do Hospital de Braga ou nas suas imediações", refere ainda o comunicado da ULS de Braga.


JN

Sem comentários:

Enviar um comentário