Mais Mortos nas Estradas do que no Natal de 2022 - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quarta-feira, 27 de dezembro de 2023

Mais Mortos nas Estradas do que no Natal de 2022

 


Entre o dia 15 e o dia 26 de dezembro, registaram-se 17 vítimas mortais em acidentes rodoviários. O número de mortes subiu face ao mesmo período do ano passado mas houve menos 307 acidentes.


De acordo com o balanço da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), este ano, entre o dia 15 e o dia 26 de dezembro, registaram-se 4852 acidentes nas estradas portuguesas. No entanto, o número caiu face ao registado no mesmo período de 2022, no qual se contabilizaram mais 307 sinistros, ou seja, mais 6%. 


Apesar do número de acidentes ter descido, o número de vítimas mortais subiu, registando-se mais 10,3%. Desde o dia 15 de dezembro, morreram 17 pessoas nas estradas portugueses, mais quatro do que em igual período de 2022. Além disso, os acidentes procovaram 1492 feridos (mais 137 face ao mesmo período do ano passado), sendo que 80 pessoas ficaram em estado grave. 


As 17 vítimas mortais registadas foram provenientes de acidentes nos distritos de Beja, Portalegre, Coimbra, Setúbal, Braga, Leiria, Lisboa, Porto, Santarém, Vila Real e na região autónoma dos Açores.


No fim de semana do Natal, entre dia 22 e dia 26, a GNR contabilizou duas vítimas mortais nas estradas. Só neste período, a GNR e a PSP contabilizaram 1314 acidentes, que resultaram em mais de 400 feridos, sendo 31 considerados graves.


Sete milhões de fiscalizações


Durante o período entre 15 e 26 de dezembro, foram também fiscalizados 7,2 milhões de veículos, presencialmente pela GNR e PSP e, ainda, através de controlo por radar por estas duas enrtidades e pela ANSR. 


Dos milhares de veículos fiscalizados foram registadas 48,9 mil infrações: 22.165 pela ANSR, 19.164 pela GNR e 7582 pela PSP. Dos 7,1 milhões de veículos fiscalizados por radar de velocidade, 29,8 mil circulavam acima do limite legar. Foram ainda submetidos ao teste de álcool 82,3 mil condutores, tendo 1,3 mil apresentado uma taxa de alcoolemia superior à máxima permitida, das quais resultaram um total de 681 detenções. 


Apelo aos condutores


As campanhas de fiscalização decorrem até ao dia dois de janeiro e as várias entidades apelam a todos os condutores, que nas deslocações no período da passagem de ano, adotem comportamentos seguros na estrada, designadamente, viajar sem pressa, sem álcool, sem telemóvel e parar para descansar.


A poucos dias da passagem de ano, a PSP relembra que "qualquer utilização de artigos de pirotecnia terá de cumprir sempre os requisitos legais, bem como o cumprimento das condições de utilização, limites de disponibilização, posse, transporte e armazenamento". 


JN

Sem comentários:

Enviar um comentário