Centro de Meios Aéreos, Base de Apoio Logístico e Centro de Formação em Estudo para Baião - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

terça-feira, 12 de dezembro de 2023

Centro de Meios Aéreos, Base de Apoio Logístico e Centro de Formação em Estudo para Baião

 


Está em estudo a possibilidade da criação de novas valências, no âmbito da Proteção Civil, no concelho de Baião, onde está localizado o Comando Sub-Regional de Emergência e Proteção Civil do Tâmega e Sousa.


Em cima da mesa, está a criação de um centro de meios aéreos, uma base de apoio logístico e um centro de formação, são valências que poderão vir a ser criadas, em Baião. O assunto foi analisado na reunião de trabalho realizada no dia 6 de dezembro, no edifício dos Paços do Concelho, com a presença secretária de estado da Proteção Civil, Patrícia Gaspar, que visitou Baião no âmbito da iniciativa “Governo +Próximo”, deslocando-se também às instalações do Comando Sub-Regional de Emergência e Proteção Civil do Tâmega e Sousa, em Chavães, onde foi feito o lançamento do Cartão de Identificação Digital de Bombeiro.


Patrícia Gaspar elogiou as instalações do comando sub-regional, “das melhores do país”, e agradeceu à autarquia de Baião “a disponibilização do espaço para instalação dos serviços e o empenho na agilização do processo“. Relativamente a novos investimentos, a secretária de estado revelou que, “no âmbito do novo quadro comunitário, teremos a possibilidade sinalizar investimentos que são oportunos para a Comunidade Intermunicipal, de que é exemplo o Centro de Meios Aéreos”, apontou.


Por sua vez, Paulo Pereira, presidente da Câmara Municipal de Baião, destacou a “abertura” da secretária de estado “para a viabilização de novos investimentos na envolvência do Comando Sub-Regional de Emergência e Proteção Civil do Tâmega e Sousa”.


O autarca revelou que o interesse para o território já são do conhecimento dos restantes autarcas da região, no âmbito da Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa (CIM-TS). “Desde que decidimos disponibilizar este espaço, uma das joias do nosso património, onde temos instalado o Comando Sub-Regional – um dos que mais ocorrências tratou a nível nacional -, apontámos para a existência de condições para a instalação de outras valências que se considerassem oportunas para o território”, explicou o autarca. Tendo em contra esta localização, “num contexto geoestratégico, num território partilhado pelos 11 municípios que integram a CIM Tâmega e Sousa, entendemos poder acolher mais valências, nomeadamente, um Centro de Meios Aéreos, uma Base de Apoio Logístico e um Centro de Formação”, acrescentou.


Município lançou cartão de identificação digital de bombeiro


Na visita de Patrícia Gaspar ao concelho decorreu o lançamento do Cartão de Identificação Digital de Bombeiro, que decorreu nas instalações do Comando Sub-Regional de Emergência e Proteção Civil do Tâmega e Sousa.


De acordo com a secretária de estado, trata-se de um documento “importante para a identidade dos bombeiros” que, desde que estejam registados no Recenseamento Nacional de Bombeiros, além do acesso a benefícios em diferentes instituições, “permite que o bombeiro se possa identificar digitalmente, em qualquer situação”, explicou.


Na sequência do despacho, que em janeiro de 2022 aprovou um novo modelo do Cartão de Identificação de Bombeiro em formato físico e a possibilidade de o mesmo ser disponibilizado em formato digital, surge agora a possível concretização, com a integração dos dados do Cartão de Identificação do Bombeiro no ID.GOV.


Após instalação da aplicação no telemóvel, e sendo titular de Chave Móvel Digital autenticada, pode ter acesso aos dados, do Cartão de Identificação de Bombeiro, cuja apresentação perante terceiros tem um valor jurídico equivalente ao dos documentos originais.


O processo de emissão do cartão de identificação de bombeiro (documento físico), terá início em janeiro de 2024, sendo, necessária a atualização das fotografias constantes no Recenseamento Nacional dos Bombeiros Portugueses (RNBP).


A cerimónia de lançamento do Cartão de Identificação Digital de Bombeiro contou com a presença do presidente da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), Duarte Costa, da diretora Nacional dos Bombeiros, Susana Silva, outros responsáveis da ANEPC, autarcas da região, dirigentes da Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa; da Proteção Civil Regional e Municipal, da Direção Nacional de Bombeiros e de representantes das corporações de bombeiros do concelho e da região.


Jornal A Verdade

Sem comentários:

Enviar um comentário