Pai em Desespero Sobe Escadas dos Bombeiros e Resgata Filho Bebé das Chamas - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

sábado, 21 de janeiro de 2023

Pai em Desespero Sobe Escadas dos Bombeiros e Resgata Filho Bebé das Chamas

 


Um incêndio num prédio com dois pisos e águas-furtadas, no centro do Montijo, provocou três feridos e oito desalojados. Uma criança de dois anos foi resgatada de casa pelo próprio pai. A avó saltou da janela para escapar às chamas.


Uma mulher de 60 anos sofreu ferimentos graves por queimaduras e por ter saltado da janela das águas-furtadas, onde residia, de uma altura aproximada de seis metros, para fugir das chamas.


Uma criança com dois anos, neta da vítima grave, foi retirada pelo pai - que subiu as escadas dos bombeiros movido pelo desespero - e foi assistida por inalação de fumos no hospital do Montijo. Foi também transportado para esta unidade de saúde um agente da PSP que entrou na habitação em chamas para averiguar se havia mais vítimas no interior. Os dois sofreram ferimentos leves e já tiveram alta hospitalar.


O alerta foi dado por volta das 15.20 horas para o número 12 da Rua Machado Santos, perto do Hospital do Montijo, e o incêndio, cujas causas serão investigadas pela Polícia Judiciária de Setúbal, foi extinto cerca das 17 horas.


De acordo com Pedro Ferreira, comandante dos Bombeiros do Montijo, as chamas deflagraram numa habitação situada nas águas furtadas e propagaram-se ao telhado em madeira. Ainda assim, a rápida intervenção dos bombeiros impediu que o fogo se propagasse a outras moradias contíguas.


Segundo Nuno Canta, presidente da Câmara Municipal do Montijo, a moradia ficou sem condições de habitabilidade. "Os oito moradores - quatro adultos e quatro crianças, que serão duas famílias - vão ser alojadas temporariamente pelos serviços da autarquia já a partir desta noite", afirmou ao JN. A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens do Montijo também já está a acompanhar as famílias.


No teatro de operações estiveram empenhados 24 elementos dos bombeiros voluntários do Montijo e de Alcochete, bem como a viatura médica de emergência e reanimação do Hospital do Barreiro e a PSP, com dez viaturas. A estrada esteve cortada durante as operações de socorro.


Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________