Alto Minho em Aflição com Inundações Devido a Chuva Torrencial - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

domingo, 1 de janeiro de 2023

Alto Minho em Aflição com Inundações Devido a Chuva Torrencial

 


Estradas cortadas, inundadas ou obstruídas por aluimentos de terras ou quedas de muros, árvores e estruturas. Automóveis submersos ou em apuros em zonas alagadas. Bombeiros, Proteção Civil e GNR empenham este domingo todos os meios no socorro em ocorrências resultantes do mau tempo que está a afetar a região do Alto Minho, desde sábado ao final do dia. As autoridades apelam à população para que não arrisque circular pelas vias inundadas.


Segundo fonte do Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo, esta manhã, os pedidos de auxílio não tem parado de chegar.


"Temos alguns cortes de via, um dos mais críticos é na Estrada Nacional 301 em Argela, Caminha, devido a inundação e também a Avenida de Santana em Moledo. Naquele concelho também vamos tendo algumas situações pontuais que estão a ser resolvidas e estamos a detetar agora [11 horas] muitos casos em Monção, Valença, Vila Nova de Cerveira", descreveu ao JN fonte da GNR, indicando que aquela será "neste momento o Norte do distrito, é a zona mais afetada com inundações, cortes de via, aluimentos de terras. Para já tem sido tudo em estradas".


"São muitas ocorrências por todo o distrito. Até agora não foi reportada nenhuma com maior gravidade", adiantou a fonte, apelando aos automobilistas que circulem na região para "não se deslocarem quando verificarem que o percurso está com bastante água. Temos tido algumas situações de pessoas em apuros, que conseguiram sair, mas podia ter corrido mal".


O JN tentou contactar várias corporações de Bombeiros da região, mas a informação que vai sendo transmitida é que estão a "chover" pedidos de socorro para ocorrências e os meios estão todos empenhados. Nesta altura, continua a chover com intensidade no Alto Minho.


De acordo com o Comandante dos Bombeiros Sapadores de Viana do Castelo, António Cruz, este domingo "há ocorrências por todo o concelho, a norte e a sul do rio Lima, principalmente inundações na via pública e habitações, e quedas de estruturas".


Na cidade de Viana do Castelo, parte da iluminação de Natal foi derrubada pelos ventos fortes que se fizeram sentir durante a noite e madrugada.


Este cenário contrasta com o relato de outras fontes dos Comandos Distritais de Emergência e Proteção Civil com a maioria a referir-se à noite passada como "calminha".


Em Bragança e Braga não foi possível contabilizar esta manhã o número de ocorrências, enquanto Aveiro reportou à Lusa que da meia-noite até às 08:00 foram 11 as ocorrências devido ao mau tempo, entre as quais inundações e desabamentos.


"Sem vítimas, nem dados de monta", disse o operador do Comando Distrital de Aveiro.


Já em Vila Real, distrito que também está sob aviso vermelho, devido à previsão de chuva persistente e forte, juntando-se ao Porto, Aveiro, Braga e Viana do Castelo, numa atualização feita sábado às 15:53 pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), destaque para uma queda de árvore em Fontelo, e um movimento de massas com pedras na via pública em Nogueira.


Quanto ao Porto, fonte do Comando Sub-regional de Emergência e Proteção Civil da Área Metropolitana referiu à Lusa que foram "poucas" as ocorrências ligadas a intempérie e que a noite "calminha" ficou marcada por quedas de árvores e pequenos incêndios em caixotes do lixo.


Fonte dos Bombeiros Sapadores do Porto comunicou quatro ocorrências na madrugada de sábado para hoje: dois reconhecimentos por infiltração, um desentupimento e uma queda de árvore.


A ANEPC colocou sob alerta vermelho, a partir das 00:00 de domingo, os distritos do Porto, Viana do Castelo, Braga e Aveiro.


As perspetivas e mau tempo levaram mesmo vários municípios do Norte do país, como Porto, Vila Nova de Gaia, Matosinhos, Ponte de Lima, Guimarães, entre outros, a cancelaram os festejos de fim de ano, devido ao agravamento das condições meteorológicas.


Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________