Homem de 78 Anos Morre Atropelado em Rio Tinto - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

domingo, 25 de dezembro de 2022

Homem de 78 Anos Morre Atropelado em Rio Tinto

 


Um homem de 78 anos morreu, na manhã deste sábado, atropelado na Rua de Afonso de Albuquerque, em Rio Tinto, Gondomar.


A vítima foi colhida em plena passadeira por um veículo que seguia na direção Porto/Gondomar, logo após a Ponte de Rio Tinto. Isolino Alves Miranda, de 78 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.


O alerta foi dado às 9.46 horas. Isolino Miranda foi visto poucos minutos antes a tratar da sua horta, junto à casa onde vivia na Travessa do Meiral, em Rio Tinto. De acordo com os moradores do local, a mulher está desde quinta-feira hospitalizada, tendo sido submetida a uma cirurgia, e o idoso aguardava a chegada dos três filhos nesta véspera do dia de Natal.


Quando se deslocava para ir às compras foi atropelado na Rua de Afonso de Albuquerque. "A camioneta da Valpi estava estacionava na paragem a receber passageiros quando o Mercedes cinzento conduzido por uma senhora a ultrapassou. Não parou na passadeira e embateu no senhor Miranda", conta Luís Alves, residente mesmo junto ao local onde o atropelamento mortal aconteceu.


"Estamos fartos de pedir à Junta de Freguesia de Rio Tinto e à Câmara de Gondomar para que sejam colocadas aqui lombas porque isto é demais devido à circulação em alta velocidade. Mas até agora nada fizeram", diz Luís Alves. A mesma preocupação é partilhada por Isabel Martins, vizinha da vítima. "É muito perigoso atravessar a rua porque ninguém respeita as passadeiras. Deviam ser colocados semáforos", considera. Luís diz que esta é a terceira vítima mortal nos últimos dois anos. "Eu fui atropelada nesta mesma passadeira em 2010. Não sofri ferimentos graves mas jamais esquecerei o susto. É um trauma que me acompanha", conta Manuela Freitas residente também nesta zona do Meiral.


Isolino Alves Miranda foi funcionário da STCP. Deixa mulher e três filhos maiores de idade. No local a prestar socorro estiveram o INEM e os Bombeiros Voluntários da Areosa/Rio Tinto. A PSP tomou conta da ocorrência.


Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________