Bombeiro atropela cão com ambulância e acaba agredido pelo dono do animal - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

quarta-feira, 23 de novembro de 2022

Bombeiro atropela cão com ambulância e acaba agredido pelo dono do animal

 


Proprietário do animal morto acusa bombeiro de excesso de velocidade e omissão de auxílio


Um bombeiro de Samora Correia foi agredido a soco e pontapé esta manhã após ter atropelado uma cadela labrador que viria a morrer na sequência dos ferimentos graves. O incidente aconteceu cerca das 11h25 na rua do Povo Livre junto ao pavilhão da ARCAS em Samora Correia.


A cadela terá saído do logradouro e foi apanhada pela ambulância na estrada junto ao passeio e após uma travagem brusca que deixou marcas no pavimento.


O bombeiro de 22 anos que tripulava a viatura de transporte de doentes não urgentes foi assistido pelos colegas e transportado ao Hospital de Vila Franca com ferimentos ligeiros na face.


O agressor com 26 anos foi identificado pela GNR e foi apresentada queixa pela vítima. O dono da cadela também irá apresentar queixa no Ministério Público alegando "excesso de velocidade da viatura numa zona residencial e omissão de auxílio".


Segundo um morador no local, familiar do responsável pelo cão, "a agressão aconteceu num ambiente de enorme nervosismo e após o bombeiro que conduzia a viatura de transporte de doentes não urgentes ter declinado prestar socorro ao animal e o seu transporte a uma urgência veterinária". A cadela foi levada pelo dono e acabou por morrer na clínica.


"Ficámos todos transtornados porque é um animal de família, bem cuidado e com registo, chip e tudo legal", revela uma familiar.


Fonte da GNR assegurou esta noite que o animal não está registado e não tem chip incorrendo o responsável numa contra-ordenação. Fonte dos bombeiros explicou que a viatura transportava um doente para a fisioterapia em Benavente e referiu que não existe autorização para transporte de animais nas viaturas dos bombeiros. Todavia acrescenta que o bombeiro prestou assistência ao animal até ao momento da agressão. A mesma fonte explicou que o bombeiro já teve alta e está bem.


Entretanto apurámos que o agressor já terá falado com o comando dos bombeiros manifestando arrependimento pelo sucedido e justificando a agressão com o desespero de estar a ver a cadela em agonia.


A GNR registou a ocorrência e investiga as causas do acidente. A viatura sofreu danos ligeiros e continuará operacional.


Moradores na rua do Povo Livre há muito que reclamam o reforço da segurança na via com a colocação de lombas redutoras da velocidade dado o aumento de utilização da rua para quem pretende evitar o troço da Avenida O Século (EN 118) que atravessa a cidade.


"É uma zona com vários velhotes, animais e onde há pessoas a caminhar", remata um morador.

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________