Dois idosos desalojados em incêndio numa habitação em Cercal do Alentejo - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

terça-feira, 16 de agosto de 2022

Dois idosos desalojados em incêndio numa habitação em Cercal do Alentejo

 


Dois idosos ficaram esta terça-feira desalojados na sequência de um incêndio que deflagrou na sua habitação, na freguesia de Cercal do Alentejo, no concelho de Santiago do Cacém (Setúbal), revelaram a Proteção Civil e bombeiros.


De acordo com o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal, o alerta para o incêndio foi dado às 06h37.


Em declarações à agência Lusa, o vereador com o pelouro da Proteção Civil, Albano Pereira, explicou que a habitação, localizada em Vale Manhãs, junto à Estrada Nacional (EN) 120, "ficou inabitável", sendo necessário realojar o casal de idosos, de 67 e 68 anos.


O autarca garantiu que a Câmara de Santiago do Cacém, em conjunto com a Segurança Social, vão "encontrar uma solução de realojamento" para os desalojados.


"Uma técnica da Segurança Social vai esta terça-feira ao local avaliar a situação", sendo que "a prioridade vai sempre para a família", adiantou.


A casa "está inabitável" e, "caso não exista" resposta de familiares mais próximos, "entre a câmara e a Segurança Social será encontrada uma solução para realojar ainda hoje este casal de idosos", referiu.


Contactado pela agência Lusa, o comandante dos Bombeiros de Cercal do Alentejo, Vítor Tomaz, precisou que, quando os operacionais chegaram ao local, as chamas já tinham "consumido 80% da habitação".


"Só uma casa de banho é que não foi afetada", indicou o comandante.


O fogo, que entrou em fase de rescaldo, cerca das 09:00, mobilizou 14 operacionais, apoiados por cinco veículos, entre bombeiros e GNR.


Correio da Manhã

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________