"As casas que salvaram também são vossas". O tocante louvor aos bombeiros - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

quinta-feira, 25 de agosto de 2022

"As casas que salvaram também são vossas". O tocante louvor aos bombeiros

 


Habitantes de uma freguesia do município da Covilhã deixaram mensagem emocionante a Bombeiros Voluntários de Bragança, que os ajudaram durante um incêndio.


Dois habitantes da Aldeia do Souto, na Serra da Estrela, deixaram um agradecimento aos Bombeiros Voluntários de Bragança, na sequência do incêndio que lavrou naquela zona na última semana. 


A mensagem de agradecimento foi divulgada pela própria corporação, esta terça-feira, e espelha a “força” e “coragem” daqueles que continuam a combater as chamas e a ajudar as populações afetadas.


“Esta mensagem não será para um pedido de ajuda mas sim na sequência dos atos heroicos, humildes e corajosos da equipa de bombeiros cujos os nomes são: chefe Leonel Pires, subchefe Pedro Teixeira, João Murias, Augusto Fonseca, Fernando Basaloco”, começa por ler-se no texto, que indica que, mais do que bombeiros “a cumprir o seu dever”, estes profissionais foram “uma força para além do seu limite” a combater o “inferno de fogo” que afetou a Aldeia do Souto.


Os habitantes dizem que pareciam “esquecidos devido à situação em que se encontrava” a região e, quando menos esperavam, apareceram os “heróis”, que deixaram “notório” ao que iam: salvá-los.


“Foram horas de completa exaustão e nunca abrandaram, há muito que não via uma equipa com este equilíbrio, empatia, força e coragem, seres humanos sem dúvida diferentes”, escrevem.


“Quem não inclina a cabeça perante vós ou não vos aplaude é porque não viu a força do vosso combate”, acrescentam, referindo que, “apesar da besta” que demonstrou ser o fogo, os habitantes estiveram sempre “a salvo”.


“As famílias onde vocês se encontram em combate ao fogo ser-vos-ão sempre gratas, até mesmo as que não estiveram por perto, pois vocês impediram que o fogo lá chegasse”, sublinham.


A mensagem exprime ainda o desejo de encontrar estes profissionais nas casas que ajudaram a salvar. “Fica a nossa gratidão, gostávamos de vos encontrar em outras circunstâncias, as nossas casas que vocês salvaram também são vossas, serão bem vindos sempre”, lê-se.


“Graças a vocês as nossas lágrimas foram evitadas”, termina a mensagem, assinada por Armanda Fernandes e Pedro Brás.


Lusa

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________