Homem apanha cinco anos de pena suspensa por atear incêndio em Fátima - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

terça-feira, 3 de maio de 2022

Homem apanha cinco anos de pena suspensa por atear incêndio em Fátima

 


O homem responsável pelo incêndio que colocou em risco de explosão um posto de combustível em Boleiros, perto de Fátima, foi condenado pelo Tribunal de Santarém a cinco anos de prisão, com pena suspensa.


O arguido, de 42 anos, foi considerado culpado de um crime de incêndio, dois de ameaça e outro de introdução em local vedado ao público, mas vai ficar em liberdade mediante o cumprimento de um tratamento ao alcoolismo. Está também impedido de se aproximar do local do crime.


Recorde-se que o homem ateou o incêndio, em maio de 2021, devido a um mau relacionamento com a proprietária do anexo onde morava e onde era arrendatário. No mesmo terreno situa-se a bomba de gasolina, uma loja de conveniência, um café e um barracão agrícola que o arguido tentou destruir.


O fogo posto só não teve consequências devastadoras graças à pronta intervenção dos bombeiros, que apagaram as chamas antes sua propagação a locais de possíveis explosões.


Desde o início do ano e até 30 de abril, a GNR já deteve 36 pessoas pelo crime de incêndio florestal e levantou 82 autos de contraordenação por queimas e queimadas ilegais. No total foram elaborados 1391 autos de notícia por crime de incêndio florestal. Foram identificados 205 arguidos como suspeitos da autoria dos incêndios.


O prazo para a limpeza de terrenos florestais para os proprietários e arrendatários terminou no sábado. A GNR sinalizou mais de dez mil situações passíveis de infração.


Correio da Manhã

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________