Município de Marco de Canaveses Pretende Apoiar Uma Futura Terceira EIP no Concelho - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

terça-feira, 15 de fevereiro de 2022

Município de Marco de Canaveses Pretende Apoiar Uma Futura Terceira EIP no Concelho

 


A Câmara Municipal do Marco de Canaveses vai apoiar a constituição da terceira Equipa de Intervenção Permanente (EIP) do concelho se a candidatura submetida no dia 10 de fevereiro, for aprovada através de um programa do Governo.


A edil marcuense, Cristina Vieira, refere que “Com a criação desta terceira EIP a Autarquia pretende reforçar os meios de socorro e salvaguarda de pessoas e bens e contribuir para o aumento da proteção e bem-estar dos Marcuenses. Quando, a Direção e o Comando dos Bombeiros, nos colocaram a possibilidade de candidatura dissemos imediatamente que sim, pois esse é um investimento que fazemos na segurança da população do Marco de Canaveses”.


O Coordenador Municipal da Proteção Civil, Bruno Monteiro refere que “com esta terceira EIP, o corpo de Bombeiros do Marco de Canaveses verá a sua operacionalidade reforçada, ficando com uma capacidade de resposta para todos os dias da semana, sendo que atualmente só é possível apenas cinco dias da semana. Com esta aprovação, o Município está a contribuir para a criação de mais uma Equipa, constituída por cinco elementos. Assim, o Concelho ficará com três EIP, no total de 15 operacionais, com formação específica e maior capacitação para corresponder a situações de emergência ou de catástrofe”.


A autarquia marcuense irá comparticipar em 50% os custos decorrentes da remuneração dos elementos desta nova Equipa de Intervenção Permanente, ficando o restante valor a cargo da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), tal como acontece atualmente com as restantes duas EIP.


Fonte: Radio Montemuro 

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________