Bombeiro Baleado na Perna Enquanto Combatia Incêndio em Nelas Já Teve Alta - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

domingo, 27 de fevereiro de 2022

Bombeiro Baleado na Perna Enquanto Combatia Incêndio em Nelas Já Teve Alta

 


Um dos dois bombeiros da corporação de Canas de Senhorim, em Nelas, feridos com gravidade quando combatiam um incêndio, seguido de explosões, numa antiga serralharia, na aldeia de Vale de Madeiros, a 16 de fevereiro, já está em casa. O outro operacional continua internado no Centro Hospitalar Tondela Viseu (CHTV). Ambos foram baleados pelo homem que provocou o incêndio.


Filipe Coelho, baleado numa perna com um tiro de caçadeira, teve alta hospitalar no sábado. "Anda de muletas e vai fazer fisioterapia", contou ao JN o presidente dos Bombeiros de Canas de Senhorim, Germano Simão.


Já o outro bombeiro, Luís Abrantes, inspira maiores cuidados. Continua em coma induzido no CHTV. Luís Abrantes é comandante interino da corporação de Canas e foi atingido a tiro na zona do abdómen. Já foi operado quatro vezes. "Continua em coma induzido nos cuidados intensivos. Continua com febre, deve ser uma infeção", precisou Germano Simão.


Os bombeiros Luís Abrantes e Filipe Coelho ficaram feridos com gravidade ao serem baleados por um homem, de 62 anos, que incendiou a antiga serralharia para impedir que a mulher, com quem se estava a divorciar, ficasse com os seus bens.


José Carlos Guerra, o suspeito de ter causado o incêndio, as explosões e de ter baleado os bombeiros, está em prisão preventiva. Está indiciado de um crime de incêndio, seis de homicídio qualificado na forma tentada e dois de detenção de arma proibida.


Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________