Mãe e Filha de 4 Anos da Póvoa de Varzim Morrem a Caminho de França - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

quinta-feira, 6 de janeiro de 2022

Mãe e Filha de 4 Anos da Póvoa de Varzim Morrem a Caminho de França

 


Uma mulher de 42 anos e uma criança de quatro, mãe e filha, morreram na sequência de um trágico despiste de automóvel, na terça-feira, quando regressavam a França depois de passaram as festas de Ano Novo em Portugal. Uma outra criança que viajava na viatura, de 12 anos, ficou em estado grave.


Tudo terá acontecido na cidade de Lubbon, a este de Landes, quando o carro que era conduzido pela mãe acabou por entrar em despiste na estrada D933 e embater violentamente contra uma árvore num jardim privado. Antes, derrubou uma rede.


Segundo relata a imprensa francesa, os bombeiros chegaram poucos minutos depois e encontraram a mãe já sem hipóteses de ser reanimada. A filha de quatro anos estava em paragem cardiorrespiratória que ainda terá sido revertida, mas a criança acabou por morrer mesmo antes de ser evacuada de helicóptero, que havia entretanto sido solicitado pelas autoridades para a transportar para o Hospital Universitário de Bordéus.


A terceira ocupante da viatura, uma menina de 12 anos, filha e irmã das vítimas mortais, sofreu traumatismos graves, na cabeça e no tórax, e foi transportada para aquele hospital. Antes, conseguiu falar com a polícia e explicar alguns elementos para a investigação.


A imprensa francesa adianta que a família vivia em Lot-et-Garonne e estaria prestes a terminar  uma viagem de mais de 1.000 quilómetros proveniente de Portugal.


Segundo as primeiras perícias, a condutora viria em excesso de velocidade, mas também poderá ter sido acometida pelo sono ou cansaço.


A rádio Onda Viva, da Póvoa de Varzim, avança que a vítima, Alexandra Galante, era natural da cidade poveira.


De acordo com a imprensa francesa, a mulher era viúva desde 2018.


Fonte: O Minho

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________