"O Congresso da Rolha" - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

terça-feira, 21 de setembro de 2021

"O Congresso da Rolha"

 


Tema de hoje: O Congresso Eleitoral da Liga de Bombeiros Portugueses


Tentarei ser breve, bem sabemos os motivos que levaram à marcação anormal, em termos de duração, de um congresso com motivos eleitorais, com apenas um dia, razões essas motivadas com o COVID e as medidas que aquela data eram exigidas.


No entanto, o tempo e as circunstâncias mudaram assim como poderia também ter mudado o tempo de duração do congresso, nem que para isso fosse necessário atrasar. Não acontecendo isso podemos desde já assumir que este será o congresso a que eu já batizo de: “Congresso da Rolha”, se não veja-se:


- Congresso abre a participação às 9h30, encerra as 13, reabre as 14h30 e começa a votação as 16h30, 5h30 de trabalhos.


- Sendo que se trata do último congresso do atual executivo, o Cmdt Jaime falará a tradicional hora, o presidente da mesa dos Congressos mais meia entre outros protagonistas.


- 4 horas de trabalhos divididas por duas listas, cada uma delas composta por dezenas de inscritos.


- mais de 4 centenas de corpos de bombeiros que se podem representar, com dois congressistas cada (direção e comando)


Em resumo: se chegar à mesa de congressos uma lista a inscrever-se em peso, toda em bloco, com tempos de intervenção de dez minutos cada um, a outra nem se quer intervém.


Os restantes congressistas, que tem na boca e no pensamento o desejo de ver escrutinar os programas, alertar para o afundar de uma estrutura e ver como serão as novas mudanças ficam de rolha metida.


Resta-nos a esperança do almoço, do rever de muitos camaradas deste país e mais uma vez de umas rolhas talvez espalhadas pela mesa.


Lamento muito que os Bombeiros não tenham, até à data, tido oportunidade de assistir a pelo menos um debate, entre os candidatos, em que possam participar os verdadeiros eventuais beneficiários de qualquer uma das listas que venha a ser eleita.


Assim se escreverá a história do 44° Congresso: o congresso da rolha.


(- Disclaimer -> não estou mandatado por ninguém, falo por conta própria)


Ricardo Correia

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________