Mais de 90 Concelhos de 10 Distritos em Risco Máximo de Incêndio - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

terça-feira, 24 de agosto de 2021

Mais de 90 Concelhos de 10 Distritos em Risco Máximo de Incêndio

 


Mais de 90 concelhos dos distritos de Braga, Porto, Vila Real, Bragança, Viseu, Coimbra, Guarda, Castelo Branco, Santarém e Portalegre apresentam esta terça-feira um risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).


O IPMA colocou também vários concelhos de todos os distritos do continente (18) em risco muito elevado e elevado de incêndio.


Na segunda-feira, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil disse que terça e quarta-feira apresentam um aumento muito significativo do risco de incêndio rural devido às condições meteorológicas, e pediu "tolerância zero" para o uso de fogo.


"Vamos assistir a um aumento muito significativo do perigo meteorológico de incêndio rural, com maior expressão no Centro e no Norte. Traduz-se em tempo seco e quente, com vento, e com uma variável que não ocorre muitas vezes: é muito provável que no território nacional possam ocorrer trovoadas, fruto da instabilidade atmosférica que está prevista para a tarde de hoje e durante amanhã [terça-feira]", afirmou o adjunto nacional de operações da ANEPC, Pedro Nunes.


O Governo determinou também na segunda-feira que 10 distritos do continente vão estar hoje em situação de alerta.


Em comunicado, o Ministério da Administração Interna refere que a Declaração da Situação de Alerta, durante as 24 horas de hoje, abrange os distritos de Aveiro, Beja, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Faro, Guarda, Santarém, Vila Real e Viseu.


A declaração do Governo surge na sequência de a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil ter determinado o estado de Alerta Especial de Nível Laranja (o segundo mais grave) para os distritos referidos.


No âmbito da situação de alerta são implementadas medidas excecionais como a proibição do acesso, circulação e permanência no interior de espaços florestais previamente definidos nos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios.


A mesma proibição aplica-se a caminhos florestais, caminhos rurais e outras vias que os atravessem.


A declaração da situação de alerta implica, por exemplo, a elevação do grau de prontidão e resposta operacional da GNR e PSP, com reforço dos meios para operações de vigilância e outras, podendo ser interrompidas férias e folgas.


O risco de incêndio, determinado pelo IPMA, tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo.


Os cálculos são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.


Fonte: Correio da Manhã

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________