Incêndios: Mais de 80 Concelhos de Nove Distritos em Risco Máximo - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

quarta-feira, 18 de agosto de 2021

Incêndios: Mais de 80 Concelhos de Nove Distritos em Risco Máximo

 


Mais de 80 concelhos dos distritos de Portalegre, Castelo Branco, Santarém, Guarda, Coimbra, Leiria, Viseu, Vila Real e Bragança apresentam hoje um risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).


O IPMA colocou também vários concelhos de todos os distritos do continente (18) em risco muito elevado e elevado de incêndio.


O risco de incêndio vai manter-se elevado em algumas regiões do continente pelo menos até domingo.


Este risco determinado pelo IPMA tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo.


Os cálculos são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.


Devido à continuação de condições meteorológicas que aumentam o risco de incêndio, o Governo determinou na segunda-feira que 14 distritos do continente vão continuar em situação de alerta até ao fim do dia de hoje.


A decisão, assinada pelos ministros da Defesa, Administração Interna e Ambiente, abrange os distritos de Beja, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Guarda, Leiria, Lisboa, Portalegre, Santarém, Setúbal, Vila Real e Viseu.


No âmbito da situação de alerta, lembrou o Governo num comunicado divulgado pelo Ministério da Administração Interna, são implementadas medidas excecionais como a proibição do acesso, circulação e permanência no interior de espaços florestais previamente definidos nos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios.


A mesma proibição aplica-se a caminhos florestais, caminhos rurais e outras vias que os atravessem.


A declaração da situação de alerta implica, por exemplo, a elevação do grau de prontidão e resposta operacional da GNR e PSP, com reforço dos meios para operações de vigilância e outras.


Por causa do tempo quente, o IPMA colocou sob aviso laranja as regiões montanhosas da Madeira e a amarelo a Costa Norte da ilha e o Porto Santo até às 18:00 de hoje.


Sob aviso amarelo por causa do tempo quente estão também os distritos de Évora e Beja até às 18:00 de hoje.


O aviso laranja indica situação meteorológica de risco moderado a elevado e o amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.


Fonte: Lusa

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________