Novo Centro Contra Fogos em Monchique - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

domingo, 4 de julho de 2021

Novo Centro Contra Fogos em Monchique

 


Monchique, um dos concelhos mais problemáticos em termos de incêndios florestais no País, vai dispor de um novo Centro Municipal de Meios Aéreos e Proteção Civil.


O concurso da obra já foi lançado, estando previsto um investimento superior a 1,4 milhões de euros, com o apoio de fundos comunitários. O prazo de execução é de um ano.


Situado próximo da vila, no Semedeiro, o centro ficará dotado de um heliporto moderno, bem como de um depósito de água para combate a incêndios e outro de combustível destinado ao abastecimento de helicópteros.


O projeto contempla ainda a construção de um edifício com salas de comunicações e de briefing, um espaço para a tripulação do helicóptero e camaratas para mais de duas dezenas de operacionais, nomeadamente do GIPS da GNR, entre outras valências.


PORMENORES

Combate a incêndios

"Vem dar melhores condições em termos operacionais para o combate a incêndios", diz o autarca Rui André. E adianta que o centro "está pensado para crescer ainda mais no futuro".


Formação de bombeiros

O novo espaço deverá vir a acolher um centro de formação da Escola Nacional de Bombeiros, recebendo operacionais de vários pontos do País.


Atual heliporto no centro da vila vai ser desativado

Com a construção do novo centro de meios aéreos será possível desativar o atual heliporto, instalado no centro da vila, que "é provisório há décadas", explica Rui André, presidente da Câmara de Monchique.


A autarquia fez ainda um investimento de cerca de 400 mil euros na aquisição de um veículo dotado de espumífero e na criação de um brigada de bombeiros para apoio ao heliporto.


Fonte: Correio da Manhã

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________