Miguel Sousa Tavares Diz que Eduardo Cabrita "Deita Dinheiro para Cima dos Bombeiros para os Manter Sossegados" - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

terça-feira, 22 de junho de 2021

Miguel Sousa Tavares Diz que Eduardo Cabrita "Deita Dinheiro para Cima dos Bombeiros para os Manter Sossegados"

 


No dia em que chega o verão, Miguel Sousa Tavares diz que a 'sorte' no que toca aos incêndios está a ser a temperatura amena que se fez sentir nesta primavera, ao contrário de outras cidades europeias.


É isso que tem ajudado, não são as boas políticas do ministro Eduardo Cabrita as quais consistem, basicamente, em deitar dinheiro para cima dos bombeiros para os manter sossegados. É a grande política dele de combate aos fogos", disse o comentador da TVI no seu espaço semanal 'A meu ver'.


Passados quatro anos dos grandes incêndios de Pedrógão, Sousa Tavares não tem dúvidas, tal como um estudo que foi divulgado há pouco tempo, "isto está pronto para voltar a arder".


"Quando eu penso que as florestas estão nas mãos do Ministério da Agricultura, o combate aos fogos está no Ministério da Administração Interna e o ordenamento do território nas mãos do Ministério do Ambiente, e a meu ver estas pastas são encabeçadas pelos três ministros mais incompetentes do Governo, eu penso que está ali reunido outro cocktail explosivo para que, se não atalharmos rapidamente o problema, e se tivermos um verão tão quente quanto as previsões atmosféricas o dizem, nós possamos ter outra pandemia em cima daquela que já temos. Oxalá eu esteja enganado", afirmou.


Fonte: TVI 24

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________