Novo Quartel dos Bombeiros de Espinho é Inaugurado no Sábado - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

segunda-feira, 3 de maio de 2021

Novo Quartel dos Bombeiros de Espinho é Inaugurado no Sábado

 



O novo quartel dos Bombeiros Voluntários do Concelho de Espinho (BVCE), que foi a primeira corporação portuguesa a resultar da fusão de duas estruturas autónomas, será inaugurado no sábado, embora já esteja em uso desde final de 2020.


Esse edifício do distrito de Aveiro custou cerca de 2,5 milhões de euros e foi construído com fundos comunitários e verbas da Câmara de Espinho, com base num contrato de permuta que, em troca da despesa com o novo imóvel da freguesia de Silvalde, entregou à autarquia os dois edifícios do centro da cidade que vinham sendo ocupados pelas equipas antes afetas aos Bombeiros Voluntários de Espinho e aos Bombeiros Voluntários Espinhenses.


Segundo o comandante dos BVCE, no novo quartel estão agora 89 operacionais - cerca de um terço dos quais mulheres - e os 28 veículos terrestres e aquáticos da frota que, ao longo dos últimos cinco anos, "tem vindo a ser reforçada" para melhor se ajustar à realidade do concelho.


"Este quartel é o mais recente do país e foi feito para cumprir as indicações mais atuais ao nível do trabalho dos bombeiros, com ganhos evidentes de economia de escala", declarou Pedro Louro à Lusa.


Constituindo o culminar de um processo de fusão que esse responsável considera "pioneiro e único" no país, o edifício instalado junto à Nave Desportiva Polivalente de Espinho vem conferir uma nova dinâmica ao trabalho dos BVCE porque "concentra num mesmo espaço todos os recursos que antes estavam distribuídos por dois quartéis".


Situando-se fora da zona comercial da cidade, permite deslocações mais rápidas até à generalidade do concelho e facilita o acesso a outros municípios, o que também representa "um trabalho otimizado no plano logístico, ao nível de operações e manutenção".


A construção esteve a cargo do consórcio entre as empresas FullProjekts, DACOP - Construções e Obras Públicas e ASCouto - Sociedade de Construções António S. Couto, tendo sido financiada em 15% pela autarquia local e em 85% pelo POSEUR - Programa Operacional para a Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.


Ocupando 2.900 metros quadrados de edificado entre mais de 8.000 de área total, o novo quartel está apto a acomodar um crescimento do corpo ativo dos BVCE até 120 operacionais e foi idealizado para aumentar na corporação "a sua capacidade de gestão face aos riscos", sobretudo no "domínio prioritário da redução de incêndios florestais".


Fonte: Noticias ao Minuto

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________