Escola Nacional de Bombeiros com Nova Direção - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

terça-feira, 6 de abril de 2021

Escola Nacional de Bombeiros com Nova Direção

 


A nova direção da Escola Nacional de Bombeiros ontem empossada é presidida por Vítor Reis. Na sequência de uma resolução do Governo de fazer uma reforma do modelo de ensino e formação em proteção civil está a ser feito um estudo para um novo modelo de formação para a escola.


"A ideia é abrir o ensino na área dos bombeiros e da proteção civil a este que é o novo paradigma, temos hoje um mundo diferente do que era há 10 ou 20 anos, com novas exigências, com emergências cada vez mais complexas, e, portanto, é preciso trabalhar cada vez mis em rede, qualificar mais os agentes de todo o ciclo da proteção civil", disse a propósito a secretária de Estado da Administração Interna, Patrícia Gaspar.


Vítor Reis desempenha, desde outubro de 2019, as funções de adjunto no gabinete da secretária de Estado da Administração Interna e, entre 2013 e 2019, foi vogal da direção da Escola Nacional de Bombeiros.


No âmbito desta reforma, o Governo criou um grupo de trabalho para reformular o modelo de organização da Escola Nacional de Bombeiros e da oferta de ensino e formação na área de proteção civil.


Segundo a resolução, o grupo de trabalho vai reformular "o modelo de governança e de organização" da ENB e da oferta de ensino e formação profissionais nas áreas dos bombeiros e da proteção civil, em articulação com a oferta de ensino superior.


O grupo de trabalho tem de apresentar até 30 de setembro, ao ministro da Administração Interna, um relatório com as conclusões dos trabalhos e a formulação de propostas específicas, nomeadamente através de projetos de diplomas legislativos ou regulamentares.


As futuras mudanças foram um dos temas dos discursos da cerimónia que empossou Vítor Reis, que substituiu José Ferreira, presidente da direção da escola nos últimos oito anos.


Vítor Reis disse que terá três grandes prioridades para os próximos tempos, que são garantir que todos os bombeiros, profissionais e voluntários, estejam devidamente qualificados para o exercício dessa função, reforçar o papel da escola na formação dos diferentes agentes que integram o sistema de proteção civil, e manter a responsabilidade social na formação de cidadãos e colaboradores de entidades públicas e privadas que recorrem à escola.


A Escola Nacional de Bombeiros é uma associação privada sem fins lucrativos e tem como associados a ANEPC e a Liga dos Bombeiros Portugueses, sendo reconhecida como autoridade pedagógica na formação técnica dos bombeiros portugueses e demais agentes de proteção e socorro. Foi criada em 1995 e ministra cursos como combate a Incêndios Rurais, Organização e Gestão de Operações, Emergência Pré-hospitalar, Salvamento e Desencarceramento, ou Acidentes com Matérias Perigosas.


Fonte: Alto Risco

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________