Campus da Proteção Civil em Bairro Pronto Antes do Verão - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

quinta-feira, 4 de março de 2021

Campus da Proteção Civil em Bairro Pronto Antes do Verão

 


O Campus da Proteção Civil a instalar no chamado Parque de Diversões António Sampaio, em Bairro, Famalicão, deverá estar operacional antes do verão, integrando já o período especial de combate a incêndios.


A Câmara de Famalicão arrendou o espaço de 30 mil metros quadrados para ali instalar o Campus, que englobará o Centro Municipal de Proteção Civil, uma Base de Apoio Logístico e um heliporto.


"A Câmara Municipal foi procurada pela Autoridade Nacional de Proteção Civil que quis perceber se havia um espaço para receber um conjunto de valências de âmbito regional", explicou Paulo Cunha, presidente da Câmara de Famalicão, no final da reunião do executivo camarário onde foi aprovada a proposta de arrendamento.


Depois de uma visita ao local, adiantou o autarca, foi verificado que tem um "conjunto de condições desportivas, sociais e de alojamento" que permite que "os serviços equacionados" (Base de Apoio Logístico e heliporto) e outros ali sejam localizados.


O espaço possui um heliporto, zonas desportivas, edifícios de alojamento e áreas verdes.


Segundo Paulo Cunha, o Campus da Proteção Civil vai servir o distrito de Braga, Porto e parte do distrito de Vila Real, sendo que a expectativa é que esteja operacional antes do verão.


Tal como o JN já avançou, a Autarquia vai alugar o Parque de Diversões por 36 mil euros anuais. Contudo, Paulo Cunha aponta que a aquisição do espaço pode ser uma possibilidade no futuro caso se verifique que há "utilidade" para a comunidade.


O autarca considera que este projeto não inviabiliza o Campo de Treinos e Formação e Base de Apoio Logístico que os Bombeiros Famalicenses anunciaram há alguns anos, uma vez que se tratam de estruturas diferentes.


Logo depois de assinado o contrato de arrendamento, a Câmara Municipal, começa a intervir no espaço para o adaptar às funções que vai desempenhar.


Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________