Barrancos: Iara Nasce no Interior da Ambulância dos Bombeiros - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quarta-feira, 31 de março de 2021

Barrancos: Iara Nasce no Interior da Ambulância dos Bombeiros


 

Inês tinha entrado em trabalho de parto e a filha acabou por nascer perto de Vila Verde de Ficalho, concelho de Serpa, a 55 quilómetros da maternidade do hospital de Beja.


A menina nasceu esta quarta-feira, numa ambulância dos Bombeiros Voluntários de Barrancos (BVB) durante o transporte da mãe para a Maternidade do Hospital José Joaquim Fernandes, em Beja, depois de terem percorrido 45 quilómetros desde a saída da vila raiana.


João Agulhas, comandante dos BVB revelou ao Lidador Notícias (LN) que “recebemos o alerta cerca das 12,45 horas e como a senhora apresenta estar em trabalhos de parto, através do CODU, pedidos o apoio da viatura SIV de Moura. A enfermeira foi na nossa ambulância e antes de Ficalho, parámos e efetuou-se o parto” revelou.


O parto ocorreu cerca das 14,15 horas, com um parto a ser feito pela enfermeira com a ajuda dos bombeiros, quando a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do hospital de Beja se deslocava ao encontro da ambulância e da SIV, que foi depois desmobilizada.


Após o parto, a mãe Inês e a filha recém-nascida que vai ser batizada como Iara, foram transportadas para a maternidade do hospital de Beja, onde se encontram de boa saúde, devendo ter alta nas próximas 24 horas.


O comandante dos Bombeiros de Barrancos acrescentou que “há seis meses fizemos outro parto na ambulância. Barrancos fica longe de Beja e estamos sempre preparados para trazer ao mundo novos conterrâneos”, justificou feliz João Agulhas.


Fonte: Lidador Noticias 

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________