Catorze Mil Bombeiros Começam a Ser Vacinados entre Hoje e Amanhã - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021

Catorze Mil Bombeiros Começam a Ser Vacinados entre Hoje e Amanhã

 


Inoculações serão dadas pelos agrupamentos de centros de saúde. Falta de vacinas obriga a terminar primeira fase só em abril, revelou Gouveia e Melo.


Os bombeiros, militares e forças de segurança começam a ser vacinados contra a covid-19 nesta semana. De acordo com o Ministério da Saúde, em resposta ao JN, a "vacinação das forças armadas será assegurada pelo Hospital das Forças Armadas. Os elementos da PSP e da GNR serão vacinados, em Lisboa, na Clínica da GNR, e no restante território português no Serviço Nacional de Saúde (SNS). Os bombeiros serão vacinados no SNS".


A imunização está atrasada por falta de capacidade das farmacêuticas para cumprir os prazos previstos. Henrique Gouveia e Melo, o novo coordenador da task force, que falou ontem pela primeira vez na reunião entre o Governo e os peritos no Infarmed, assumiu que a escassez de vacinas obrigará a prolongar a primeira fase da vacinação até abril.


Jaime Marta Soares, presidente de Liga dos Bombeiros Portugueses, revelou que serão cerca de 14 mil os operacionais a vacinar nesta fase, que se inicia entre hoje e amanhã. O plano abarcava 15 mil, mas mais de um milhar já receberam a vacina, integrados em grupos de suplentes para sobras ou por falta de comparência de prioritários convocados.


Metade do efetivo


Cada corporação só vai vacinar metade do seu efetivo, prosseguiu o responsável, e a prioridade será dada aos "operacionais da saúde". Depois, será a vez de vacinar pela idade, começando com os bombeiros mais velhos, "para que se resguarde o mais possível [os elementos] de cada corporação", disse. As vacinas serão administradas pelos agrupamentos de centros de saúde.


Recorde-se que a vacinação das corporações, tal como o JN noticiou ontem, tem sido uma questão polémica no seio da Liga dos Bombeiros e terá sido um dos motivos da demissão de 12 dos 20 membros do Conselho Operacional Nacional, um órgão consultivo.


Quanto aos restantes profissionais dos serviços críticos, quando não for possível a deslocação aos respetivos departamentos de saúde ocupacional, a vacinação também ficará a cargo do SNS. Esta poderá ocorrer nos cuidados de saúde primários ou nas instalações que as autarquias têm vindo a montar para o efeito.


Na região Norte, os agrupamentos de centros de saúde estão a adaptar-se para responderem em conformidade. "Uns utilizarão as próprias instalações, outros, pela sua dimensão e pela população inscrita, terão que ver outra possibilidade, nomeadamente a disponibilidade já manifestada por alguns autarcas", adiantou a Administração Regional de Saúde do Norte, acrescentando que estão atualmente em funcionamento sete centros de vacinação.


7 mil vacinas distribuídas nesta semana em todas as regiões para imunizar maiores de 80 anos e maiores de 50 anos com as quatro doenças definidas pelo plano de vacinação.


503 mil doses da vacina recebidas até esta terça-feira, segundo Gouveia e Melo. 43 mil para os Açores e Madeira, 400 mil para o continente e as restantes para assegurar segundas tomas.


Fonte: JN

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________