A Crónica da Ariana: "Os Jogos Loucos das Vacinas" - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

domingo, 21 de fevereiro de 2021

A Crónica da Ariana: "Os Jogos Loucos das Vacinas"

 


Eu sei que parece que estou a bater no ceguinho e que não sei falar de outro assunto, mas eu não tenho culpa que de semana para semana a  "coisa " tenha tendência a descambar mais um bocadinho .


Esta pandemia e as coisas altamente duvidosas que se passam (ou talvez se saibam) são demasiado boas para ignorar. (Riso irónico ) ...Portanto vamos lá tirar o máximo desta galinha de ovos de ouro.


No episódio desta semana temos a indecisão se a malta que está diariamente em contacto com ou exposto a pessoas com Covid-19 também conhecidos como bombeiros (entre outros, vá não se chateiem que a falta de vacinas nos grupos que deviam de ser prioritários está toda aqui englobada  ), é prioritária para receber a vacina, ou que grupo se torna, subitamente, de risco. 


Afinal, o que seria de nós se o Primeiro Ministro ficasse infectado e tivesse de estar em teletrabalho? Que imagem passaria isso do nosso belo país à beira mar plantado?


Ao mesmo tempo temos malta que se “engana” e não é prioritário e leva a pica sem querer ( coitados !!!) 


É verdade que não há, para já, vacinas para todos, mas decidir que um grupo é prioritário numa semana e na próxima não, é um bocado como se para recebermos a vacina, tivéssemos de ganhar os hunger games.


Recursos limitados e decisões que têm de ser tomadas sob pressão aparte, é bom saber onde estão as prioridades e o foco nesta pandemia , mas mais que isso é bom saber onde paira o bom senso de muitos que tomam a vacina sem ser a sua vez ignorando aqueles que dão a cara desde o início dentro e fora de hospitais .


Ariana Ribeiro

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________