Sapadores Montaram Tenda de Descontaminação Junto à Urgência COVID-19 - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

Sapadores Montaram Tenda de Descontaminação Junto à Urgência COVID-19

 


Os Sapadores Bombeiros de Santarém montaram uma tenda de descontaminação no exterior da urgência COVID do Hospital de Santarém pelas 21 horas desta sexta-feira, 22 de janeiro, depois de um dia bastante complicado na unidade hospitalar.


Este equipamento serviu para descontaminar os operacionais de outras corporações do distrito, que aguardavam há várias horas dentro das ambulâncias para dar entrada com doentes ou casos suspeitos de COVID.


Só desta forma os bombeiros conseguiram tirar com segurança os equipamentos de proteção e tomar uma refeição ou ir à casa de banho, e depois dos próprios terem alimentado os pacientes dentro das ambulâncias.


A situação começou a complicar-se ao final da manhã, após a chegada de vários idosos oriundos de um lar em Rio Maior, e, durante a tarde, chegaram a estar paradas junto à urgência 11 viaturas de socorro, algumas com cinco horas de espera.


A triagem teve que ser feita dentro das próprias ambulâncias, tendo sido dada prioridade aos casos mais urgentes.


Durante o dia, o Hospital criou também mais vagas nas enfermarias para internar pacientes que estavam na urgência dedicada à COVID-19, desocupando esta área e libertando assim recursos para receber os doentes que aguardavam nas ambulâncias.


Estruturas modelares entram em funcionamento em fevereiro


Também durante esta sexta-feira, o Conselho de Administração anunciou que “está a instalar duas estruturas modulares de apoio à urgência geral e à urgência pediátrica”, com o objetivo de “otimizar a capacidade de resposta, designadamente nas respetivas áreas dedicadas em termos de urgência e emergência, aos utentes suspeitos ou infetados com Covid-19”.


No que respeita à urgência geral, a estrutura modular “será uma mais-valia ao nível da gestão do fluxo constante e distanciamento de utentes que acorrem a este serviço, aumentando a capacidade da área de observação e vigilância com um serviço de observação (SO) para 10 utentes e duas áreas individualizadas com pressão negativa para cuidados mais diferenciados”, explica o HDS em comunicado.


Relativamente à urgência pediátrica, a estrutura “acolherá a urgência pediátrica «limpa», reservando a habitual urgência pediátrica para às necessidades de crianças suspeitas ou infetadas com Covid-19”, acrescenta.


Fonte: Rede Regional

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________