Ricardo Vieira Faz Balanço de 10 Anos na Direção dos Bombeiros de Vila Meã - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

sábado, 30 de janeiro de 2021

Ricardo Vieira Faz Balanço de 10 Anos na Direção dos Bombeiros de Vila Meã

 


O presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Meã fez hoje um balanço de 10 anos no cargo, recordando que foi precisamente há uma década que iniciou “uma longa caminhada” cheia de surpresas em que enfrentou “uma história negra” na vida da corporação.

 

Ricardo Vieira relembrou que naquele primeiro mandato, iniciado em janeiro de 2011, a sua presidência se deparou com uma situação financeira “desastrosa”.


“Através de uma auditoria externa, apuramos que a dívida ultrapassava um milhão de euros e que devíamos a 92 entidades, entre elas a Autoridade Tributária e a Segurança Social”, acrescentando que os salários da corporação estavam, na altura, com três meses de atraso.


Entre outras medidas, a nova direção renegociou a dívida com vários dos credores, nomeadamente a empresa responsável pela construção do então novo quartel, que tinha penhorado as contas da associação.


Uma das primeiras ações, adianta, foi a de resolver a questão dos salários em atraso, ainda no mesmo ano.


O presidente da direção recordou, ainda, o empenho de vários bombeiros voluntários que contribuíram com parte seus subsídios de época de incêndios florestais, ao longo de três anos, em cerca de 75 mil euros.


“É uma atitude que merece ser enaltecida”, frisou, anotando que o município também contribuiu para o processo de recuperação, com a atribuição de um subsídio extraordinário, durante o mesmo período.


“Felizmente, essa página da história da associação está virada”, acrescentou.


Ricardo Vieira indicou que depois de resolver a questão financeira, há cerca de cinco anos atrás, a corporação tem tido uma evolução positiva, com a realização de vários investimentos, nomeadamente na renovação e recuperação da frota automóvel, entre outros.


O dirigente indicou, ainda, que estará disponível para se candidatar a um novo mandato, após o fim do atual, em dezembro.


“Se tudo correr bem, serei novamente candidato e se os sócios assim o entenderem, cá estarei para mais um mandato”, concluiu.


Fonte: Expresso de Amarante

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________