Portugal Atinge Novos Máximos de Mortes e de Casos de Covid-19 - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

sábado, 16 de janeiro de 2021

Portugal Atinge Novos Máximos de Mortes e de Casos de Covid-19

 


Quarto dia seguido com mais de 10 mil casos de covid-19. Segundo máximo consecutivo de mortes associadas à doença. Assim vai a pandemia em Portugal, horas depois do início do confinamento "light".


Portugal regista, este sábado, novos máximos negros associados à covid-19, com um recorde de 166 mortes e 10947 casos reportados até à meia-noite de sexta-feira. Dados do boletim da Direção-Geral da Saúde, morreram 8709 pessoas desde o início da pandemia, que infetou 539416 cidadãos desde 2 de março.


Nos primeiros dias deste ano de 2021, somam-se 125738 casos de contágio por covid-19, mais 10121 que os 115617 registados nos 31 dias de dezembro de 2020. Janeiro vai frio e letal, já com 1803 mortes associadas ao vírus da SARS-CoV-2, quase tantas como as 1998 de todo o novembro, o mês em que a pandemia acelerou em Portugal.


O número de internados continua a subir, chegando aos 4653, mais 93 do que na sexta-feira, dos quais 638 são doentes graves, internados em Unidades de Cuidados Intensivos (mais 16).


Os recordes são assentes num evoluir da epidemia que leva a registos máximos em quase todas as variantes. Com mais 2304 casos ativos nas últimas 24 horas, são, dados da DGS, 128615 os portugueses oficialmente infetados com covid-19 à data, uma cifra que sobe desde o início do ano. Casos que originam um recorde de 155401 pessoas sob vigilância. Feitas as contas, há 283566 pessoas confinadas devido ao SARS-CoV-2 em Portugal.


Região de Lisboa e Vale do Tejo com mais casos pelo nono dia seguido


A Região de Lisboa e Vale do Tejo (RLVT) é a mais afetada pela pandemia pelo nono dia consecutivo, ao contabilizar 3975 casos de covid-19 nas últimas 24 horas, muito perto da barreira das quatro mil infeções registadas na sexta-feira e no sábado. Números globais, quase 180 mil pessoas (179873) ficaram já doentes com o vírus da SARS-CoV-2 no entorno de Lisboa.


A norte, os números também continuam elevados, e até subiram de sexta-feira, 3295, par sábado, 3795. Mais 500 casos ao virar da noite que contribuem para levar a Região Norte (RN) a passar a fasquia dos 250 mil infetados (252760) desde o início da pandemia, detetada pela primeira vez a 2 de março, precisamente na zona mais setentrional do país.


O centro está como o país, vai no quarto dia seguido a somar mais de dois mil casos de covid ao virar de cada noite. O registo mais recente contabiliza 2136, novo máximo de sempre, a par com igual cifra na quarta-feira, elevando o total para cima da fasquia dos 70 mil - 71489 - infeções.


Com mais 510 casos, o Alentejo segue acima da marca dos 500 pelo terceiro dia seguido, num mês em que bate recordes. O total de pessoas afetadas pela pandemia vai em 17812 desde o início da pandemia na região alentejana.


No extremo Sul, voltaram os números acima dos 400 casos. Após uma sexta-feira com 318 registos, o Algarve somou 402 ovas infeções, para um total de 12112 desde o início da pandemia.


Os Açores somaram mais 50 casos, número idêntico ao de sábado, que tinha sido o registo mais baixo dos últimos 10 dias. O total de infeções no arquipélago açoriano ascende a 2881 desde o início da pandemia.


Na Madeira, este sábado trouxe ao boletim da DGS mais 79 infeções, menos 14 que as 93 do recorde atingido no sábado. O total vai em 2489 desde que o vírus chegou àquele arquipélago ao largo da costa africana.


Fonte: JN

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________