Federação dos Bombeiros de Lisboa Pede Respostas para Problemas Financeiros - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

quinta-feira, 28 de janeiro de 2021

Federação dos Bombeiros de Lisboa Pede Respostas para Problemas Financeiros

 


O presidente da Federação dos Bombeiros do Distrito de Lisboa (BDL) defendeu hoje a necessidade de encontrar respostas para os graves problemas financeiros dos bombeiros face aos encargos adicionais suportados devido à pandemia de covid-19.


"A Assembleia da República aprovou um diploma que recomendava ao INEM (Instituto Nacional de Emergência Médica) que pagasse os EPI (Equipamentos de Proteção Individual) dos bombeiros, mas isso ainda não saiu do papel", disse António Carvalho, em declarações à agência Lusa, salientando que se trata de um problema que afeta muitas corporações de bombeiros. 


Segundo o presidente da FBDL, além dos problemas financeiros, há também dificuldades operacionais, devido ao aumento significativo do transporte de doentes covid, e tendo em conta o tempo que permanecem nas ambulâncias à espera de vez para serem atendidos nos hospitais.


"Os bombeiros [do distrito de Lisboa] têm de esperar muito tempo nos hospitais, ficam com as viaturas paradas e com doentes no interior. E isso causa, naturalmente, um grande constrangimento em termos operacionais", disse o presidente da FBDL. 


"Mas, apesar de tudo, estamos a ajudar corporações de bombeiros de outras regiões, designadamente da margem sul do Tejo, que também estão a enfrentar grandes dificuldades no transporte de doentes devido à pandemia", sublinhou.


António Carvalho referiu ainda que, tal como já foi anunciado, está previsto para a próxima semana o início do processo de vacinação de cerca de 15.000 bombeiros.


"A Autoridade Nacional de Proteção Civil já pediu aos comandantes das corporações de bombeiros de todo o país para selecionarem 50% do seu efetivo (cerca de 15.000 bombeiros), que deverá iniciar o processo de vacinação na próxima semana", sublinhou o presidente da FBDL.


Fonte: Noticias ao Minuto

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________