Bombeiros Não Vão Receber Prémio por Lutarem na Linha da Frente Contra a Covid-19 - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

sábado, 19 de dezembro de 2020

Bombeiros Não Vão Receber Prémio por Lutarem na Linha da Frente Contra a Covid-19

 


Apenas 25 mil funcionários de saúde vão receber o prémio de desempenho por terem estado na linha da frente do combate à pandemia durante o primeiro estado de emergência. Ao Público, o Ministério da Saúde avança que o prémio tem um custo previsto de 23 milhões de euros, mas não responde sobre quando será pago - a lei publicada em Diário da República define que será ainda este ano -, referindo que "o processamento do pagamento do respetivo prémio é uma competência das unidades de saúde".


O prémio só será atribuído a quem esteve pelo menos 30 dos 45 dias do primeiro estado de emergência a trabalhar em áreas da Covid-19.


Este será equivalente a 50% da remuneração base mensal do profissional de saúde, com acréscimo de férias de um dia por cada período de 80 horas de "trabalho normal efetivamente prestadas durante o estado de emergência" e um dia por cada período de 48 horas de "trabalho suplementar".


Fonte: Correio da Manhã

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________