Homem Resgatado Após Cair em Poço de 25 Metros em Santa Maria da Feira - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________

segunda-feira, 30 de novembro de 2020

Homem Resgatado Após Cair em Poço de 25 Metros em Santa Maria da Feira

 


Os bombeiros de Arrifana resgataram com vida, na tarde desta segunda-feira, um homem de 60 anos que caiu a um poço com 25 metros de profundidade, em Romariz, Santa Maria da Feira. A vítima terá calcado a tampa em cimento que cedeu.


"Socorro, socorro, acudam que caiu ao poço", gritava desesperada a proprietária do terreno, onde o homem que tinha contratado para cortar uns pequenos eucaliptos caiu.


Os pedidos de ajuda, enquanto corria pela Rua Padre Castro, foram ouvidos por Aurélia Mota, uma moradora de outra localidade que estava nas proximidades a fazer compras.


O poço com cerca de 25 metros de profundidade, ladeado de pequenas pedras salientes e com água faziam temer um desfecho trágico. "Ouvi a senhora aflita a dizer que o homem tinha caído e fui pedir uma corda a uma casa", recordou a testemunha.


"Falei com ele para ver se estava consciente e lancei a corda". Contudo, "a corda não chegava ao fundo e ele disse-me para amarrar a uma outra que estava no trator". Segundos depois, Aurélia Mota conseguiu fazer chegar a corda ao homem que se sentiu mais seguro, apesar de não conseguir sair daquela profundidade.


Chegados ao local, os bombeiros de Arrifana montaram a operação de resgate: um dos operacionais desceu até junto da vítima que, depois de devidamente avaliada e preparada para o salvamento, foi içada até à superfície.


Apesar de abalado com a queda - sofreu algumas escoriações e estava em hipotermia -, a vítima começou por recusar deslocar-se o hospital. Só a muito custo foi convencido a dirigir-se à unidade hospitalar para avaliação médica.


"Se não fossem os bombeiros e a muita sorte que teve não se safava desta", comentava um morador, por entre uma dezena de vizinhos que se mostravam incrédulos ao ver o homem a deslocar-se até à ambulância e a recusar ajuda.


Os bombeiros de Arrifana trabalharam no incidente com seis operacionais e duas viaturas. A GNR tomou conta da ocorrência.


Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________