Responsável da Proteção Civil em Beja para Dar Explicações aos Bombeiros - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quinta-feira, 24 de setembro de 2020

Responsável da Proteção Civil em Beja para Dar Explicações aos Bombeiros

 


Os comandantes dos 15 Corpos de Bombeiros do Distrito forçaram o Comandante Nacional da Proteção Civil, general Duarte Costa, a deslocar-se a Beja, esta quinta-feira, para "explicar" as razões para que os Grupos de Reforço de Incêndios Florestais não tenham sido mobilizados para dois dos mais devastadores incêndios deste ano.


No passado dia 18, o JN revelou em exclusivo a situação de mau estar que se gerou no seio dos comandantes dos Corpos de Bombeiros de Beja, que foi apelidada de "Revolta dos Quinze".


A acompanhar o general Duarte Costa está o Comandante do Agrupamento Distrital Sul (CADIS), uma chefia intermédia e o Comandante Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja.


O comando nacional da Proteção Civil não ativou os Grupos de Reforço de Incêndios Florestais (GRIF) do Baixo Alentejo para os incêndios de São Marcos da Serra (Silves), em 6 de julho, e de Proença-a-Nova, a 12 e 13 de setembro.


Insatisfeitos com a decisão, os comandantes dos bombeiros enviaram "um pedido de audição urgente" para que ouvissem diretamente de Duarte Costa as razões para a "marginalização e ignorância" a que dizem ter sido vetados.


Pelo meio fica o episódio ocorrido no funeral do bombeiro Carlos Carvalho, em Vila Alva (Cuba), em que o Comandante Nacional da Proteção Civil se absteve de cumprimentar os comandantes, isto na sequência do incêndio do Algarve, quando os comandantes fizeram um comunicado onde lamentavam "a falta de cooperação institucional".


A reunião decorre durante a tarde na sede da Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (CIMBAL).


Fonte: JN

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________