Estranha Forma de Vida - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

sexta-feira, 21 de agosto de 2020

Estranha Forma de Vida


Que gente é esta? O que leva GENTE nossa a arriscar tudo por quase nada. O que leva homens e mulheres do meu País a trocar o mar salgado de bronze, pelo calor infernal da MORTE. 

Estamos em Agosto, inundados de turistas, praias, rios e piscinas com anúncios deslumbrantes de férias prometidas e esta GENTE sente o apelo de corações desfeitos de outra GENTE, com lágrimas esbugalhadas de dor e vidas destruídas. Que estranha forma de vida escolheu esta minha GENTE.

Chamam lhes BOMBEIROS, profissão ou voluntariado inscrita nos mais baixos escalões remuneratórios. 

Não ..não são, os proprietários ou acionistas das multinacionais dos negócios, não não são os proprietários das casas abandonadas, dos animais em pânico, nem sequer das pequenas hortas semeadas de fogo e destruindo os recursos de quem nada tem. Que gente é esta?

Insultada pelo desespero de quem grita o seu nome. Insultada por quem questiona a sua ausência sem perceber que eles estão ali respirando fumo que lhes envenena a alma. Que Gente é esta? sem fortuna, como soldados despejados na guerra, alimentados por esmolas. Mas que estranha forma de viver, quando as tábuas dum caixão podem ser as medalhas de lata que lhes colocarão ao pescoço. 

As televisões bebem o sangue de GENTE como eles, gente deserdada e indefesa que é incapaz de conter as palavras que lhes são arrancadas por microfones que esqueceram as praias e fazem do verão uma enorme estação de alarvidades e falta de respeito pela dor. Não os entendo. Não entendo esta GENTE. Que não desiste, que não verga, como se esse fosse um destino divino. 

O fogo ri se, diverte se, goza quando apagado, porque sabe que ali mais à frente tem outro caminho e espera por eles num desafio desigual.Não escolheram ser heróis...porque o inferno está cheio deles. são simplesmente GENTE do meu País com um coração enorme porque sabe que do outro lado está GENTE como eles...desprotegida...solitária...abandonada. 

Mas que estranha forma de vida tem esta GENTE do meu País. São Bombeiros.

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________