Menino Quase Sufoca com Braçadeira no Pescoço em Paredes - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

sexta-feira, 3 de julho de 2020

Menino Quase Sufoca com Braçadeira no Pescoço em Paredes

Brincadeira de criança de cinco anos poderia ter contornos trágicos.

​Um menino de cinco anos quase que sufocou depois de ter colocado uma braçadeira de plástico à volta do pescoço, enquanto brincava na própria em casa, em Lordelo, no concelho de Paredes. A criança foi salva pelos Bombeiros Voluntários de Lordelo, após um pedido de ajuda desesperado realizado pela mãe.

O acidente aconteceu esta quinta-feira à noite, quando o menino brincava com outra criança na habitação da família, enquanto a mãe tratava das lides domésticas.

Nessa altura, os rapazes encontraram, na mala de ferramentas do pai, uma braçadeira de plástico, que o menino colocou em volta do pescoço. Com a brincadeira, a braçadeira foi ficando cada vez mais apertada, fazendo com que o menino começasse a sufocar. A outra criança ainda tentou ajudar, mas só conseguiu com que o objeto apertasse ainda mais.

O choro das crianças alertou a mãe, que encontrou a criança já com dificuldades em respirar. Em pânico e sem conseguir libertar o filho, pediu auxílio aos Bombeiros Voluntários de Lordelo por volta das 22h15. "Quando chegámos ao local, o menino estava a sufocar, com a braçadeira apertada à volta do pescoço", explicou ao JN José Freitas, comandante da corporação lordelense.

O mesmo responsável acrescentou que bombeiros cortaram a fita de plástico, permitindo que a criança "recuperasse o fôlego". Em seguida, o menino foi assistido no local pelos bombeiros e pela equipa da viatura médica de emergência e reanimação (VMER) do Vale do Sousa e transportada ao Hospital Padre Américo, em Penafiel.

"Não apresentava ferimentos graves e foi ao hospital por precaução", informou o comandante José Freitas. Para o local foi também mobilizada uma patrulha da GNR de Lordelo, que conclui que tudo não passou de um acidente.

Fonte: JN

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________