Quando os Bombeiros São "Carne para COVID" - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

domingo, 19 de abril de 2020

Quando os Bombeiros São "Carne para COVID"



Os bombeiros voluntários portugueses não têm seguro para as doenças infecciosas, como a Covid-19, segundo denunciou a associação representativa, que considera que os milhares de operacionais estão a ser "carne para canhão".

"Desta forma, qualquer operacional que seja contaminado pelo vírus no decorrer da sua missão é tratado como um cidadão qualquer, ou seja, não beneficia de qualquer apoio, nem na doença, nem indemnizatório, em caso de morte", afirma a Associação Portuguesa dos Bombeiros Voluntários (APBV).

"A APBV exige à tutela que a situação dos seguros seja de imediato resolvida, de modo a que os operacionais não se vejam obrigados a pedir dispensa de serviço por falta de garantias no que à sua salvaguarda e da sua família diz respeito", acrescenta, em comunicado, aquele organismo.

"Para evitar problemas acrescidos e uma contaminação massiva dos operacionais bombeiros", a direção da APBV "propõe com caráter urgente que o Ministério da Administração Interna, através da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), desencadeie de imediato um procedimento de teste Covid-19 aos operacionais dos bombeiros voluntários, que se encontram no ativo neste momento", mesmo sabendo "que não é uma tarefa fácil, mas fundamental para que cada Corpo de Bombeiros consiga fazer uma gestão real e correta dos seus recursos".

"A APBV voltou a pedir ao Ministro e à Secretaria de Estado da Administração Interna para que seja feito o que tiver de ser feito pelos bombeiros voluntários portugueses, pois a situação é crítica, sendo que todos estes homens e mulheres continuam a ter falta de equipamentos de proteção individual e merecem mais que nunca que alguém olhe por eles, pois, são eles, que diariamente olham por todos nós", acrescenta-se no comunicado.

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________