“Estou arrependido. Não devíamos ter levantado o estado de emergência” - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quinta-feira, 30 de abril de 2020

“Estou arrependido. Não devíamos ter levantado o estado de emergência”


Depois de levantar as restrições a 19 de março, a ilha japonesa de Hokkaido está a ser atingida por uma segunda vaga de infeções pelo novo coronavírus.

As medidas de segurança foram levantadas na altura, para que as empresas e escolas pudessem reabrir, numa altura em que apenas se registavam um ou dois casos por dia.

Porém, passados 26 dias, a ilha está a reimplementar algumas regras, depois de terem sido registados 135 novos casos em apenas uma semana.

“Agora estou arrependido, não devíamos ter levantado o primeiro estado de emergência”, disse Kiyoshi Nagase, presidente da Associação Médica de Hokkaido, à Time.


“Pode ser que até ao próximo ano possamos levantar essas restrições em segurança”, acrescentou.

Na altura, o governo local avaliou o impacto que a imigração teria na propagação do novo coronavírus na ilha, mas não teve em conta a migração doméstica.

Em retrospetiva, também o professor da Universidade de Ciências de Saúde de Hokkaido, Yoko Tsukamoto, considerou que as restrições foram levantadas cedo demais.

“Na altura, não tínhamos informações suficientes e não estávamos muito bem esclarecidos em relação à doença”, sublinhou o docente.

Fonte: TVI 24

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________