Bombeiros precisam de 35 milhões de euros de imediato para combater crise causada pelo coronavírus - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

segunda-feira, 20 de abril de 2020

Bombeiros precisam de 35 milhões de euros de imediato para combater crise causada pelo coronavírus


A Liga de Bombeiros Portugueses estima que os 456 corpos de bombeiros (435 associações e 21 privados e municipais) precisem no imediato de 35 milhões de euros para enfrentar o prejuízo causado pela pandemia da Covid-19. Segundo Jaime Marta Soares, presidente da LBP, a diminuição no transporte de doentes (varia entre os 40% e os 90%) está a fazer com que algumas associações estejam a aderir ao layoff - programa de dispensa temporária de trabalhadores que o Governo está a permitir às empresas.

Além dos Bombeiros de Fornos de Algodres, que enveredaram por esta modalidade na 6ª feira, englobando pessoal operacional e de secretaria, Marta Soares garante já ter sido contactado "pelas direções de várias associações de bombeiros, que se mostraram interessadas em saber os procedimentos para aderir ao layoff".

Com as medidas de contenção à Covid-19 decretadas pelo Governo, as corporações deixaram de fazer transporte de doentes aos hospitais e consultórios, vendo-se reduzidos a transportes ocasionais para tratamentos de hemodiálise e oncologia.

Na reunião mantida há uma semana com o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, Marta Soares diz "ter sido prometido aos bombeiros um orçamento de 28 milhões de euros", do qual seria possível antecipar parte de verbas para enfrentar estas dificuldades. Fonte oficial do MAI confirmou ao CM a entrega antecipada de verbas aos bombeiros. No entanto, a LBP pediu um reforço orçamental para 35 milhões de euros. "E queremos um reforço do Fundo Social do Bombeiro e ainda incentivos para creches e escolas dos filhos dos bombeiros", reivindica Marta Soares.

Liga denuncia falta de equipamento e fará entregas
Desde o início da pandemia da Covid-19 que a Liga dos Bombeiros denuncia a falta de proteção dos seus operacionais no combate à doença. Assim, diz Marta Soares, serão entregues esta semana "4500 fatos e 9 mil máscaras às corporações, e 10 a 13 mil máscaras às populações".

Fonte: Correio da Manhã

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________