Seguradoras Não Cobrem Despesas a Bombeiros Que Contraiam COVID19 - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

sexta-feira, 27 de março de 2020

Seguradoras Não Cobrem Despesas a Bombeiros Que Contraiam COVID19


COVID19, neste momento não se fala de outra coisa, infelizmente, e vamos continuar a falar durante muito tempo.

Bombeiros, médicos, enfermeiros, forças de autoridade, e todo um vasto leque de profissionais e voluntários, lutam neste momento uma guerra sem precedentes, uma guerra contra um inimigo invisível, matreiro, covarde.

Inicialmente os transportes de doentes com COVID19 eram assegurados pelo INEM e Cruz Vermelha, contudo, neste momento já os Corpos de Bombeiros também o estão a fazer.

INEM e Cruz Vermelha receberam formação para o efeito, Bombeiros, até hoje, que se saiba, poucos ou nenhuns receberam esta formação.

Ao encontro de tudo isto vai ainda a questão dos EPI entregues aos Corpos de Bombeiros, uma vergonha, para não dizer um nome mais feio e repugnante.

Neste momento a ANEPC tem contactado os senhores comandantes, no sentido de assegurarem veículos com respectiva guarnição para este tipo de transporte, 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Hoje, gerou-se a confusão com a possibilidade de quando um bombeiro ficar infetado durante um destes transportes, como seria com as seguradoras, pois bem, nós informamos, as seguradoras simplesmente não se responsabilizam por nada, absolutamente nada.

Um seguro de bombeiro, seja ele voluntário ou não, (salvo excepção), única e simplesmente cobre acidentes de trabalho, e nunca situações de contágio por doença infecto-contagiosa.

Muito boa gente julga que não, mas desenganem-se, pois as Companhias de Seguros simplesmente não vão cobrir absolutamente nada.

Depois de contactados alguns agentes de seguros, todos foram unânimes em dizer "que não à forma de comprovar que o(s) elemento em questão ficou contagiado durante o transporte, pois este(s) já poderiam estar infetados antes do transporte".

Também alguns responsáveis de Proteção Civil Municipal admitiram que "esta é uma situação que nenhuma Companhia de Seguros irá querer responsabilizar-se" .

Ao contrário de algumas entidades bancárias, que através dos seguros de saúde reforçaram os seus Planos de Saúde, como este exemplo do Santander:

SANTANDER REFORÇA A PROTEÇÃO DOS SEUS CLIENTES

O QUE PODE ESPERAR DOS SEGUROS DE PROTEÇÃO
Solidariamente com todos os Portugueses, estamos comprometidos em vencer o surto coronavírus (COVID-19), sendo a prevenção e a segurança a nossa parte nesta missão.

Porque situações excecionais exigem medidas excecionais, revimos as garantias dos seus Seguros de Proteção, por forma a alargar o seu âmbito e o acesso a mais serviços, sem custos adicionais. Assim, gostaríamos de informar que:

No Seguro SafeCare Saúde (módulos 2 e 3) serão abrangidas as despesas médicas associadas ao COVID-19 e o teste de despiste por prescrição médica será gratuito;
No Plano Proteção Ordenado, a gripe provocada pelo COVID-19 é considerada na incapacidade temporária por doença dos trabalhadores independentes;
Nos Seguros de Vida, o COVID-19 será aceite no âmbito da cobertura de morte;
Nos Seguros de Vida associados ao Crédito Habitação e Crédito Pessoal, com as coberturas complementares de Proteção ao Crédito e Desemprego, o COVID-19 está incluído em:
– Incapacidade temporária para o trabalho por doença dos trabalhadores por conta de outrem;

– Hospitalização e incapacidade temporária para o trabalho por doença dos trabalhadores independentes.

Perante tudo isto resta-nos apenas reforçar que neste momento todo o cuidado é pouco, e pela vossa saúde e pela saúde de todos, protejam-se e cumpram rigorosamente todas as indicações dadas pelas autoridades de saúde.

Neste momento, Portugal e os Portugueses, dependem de todos nós.

Se cada cumprir com a sua parte, acreditamos que no final, Tudo Pode Ficar Bem.

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________