Braga aumenta subsídio aos bombeiros voluntários e atribui 100 mil euros para novo quartel - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

terça-feira, 31 de março de 2020

Braga aumenta subsídio aos bombeiros voluntários e atribui 100 mil euros para novo quartel


O Município de Braga vai aumentar, em 2020, o subsídio anual atribuído aos bombeiros voluntários, de 15 para 20 mil euros e, em 2022, esse valor duplicará, chegando aos 30 mil euros.

A garantia foi dada esta terça-feira, em comunicado, por Ricardo Rio, presidente da Câmara, após uma visita à corporação dos bombeiros voluntários, na qual adiantou que a autarquia canalizará 100 mil euros para apoio à construção do novo quartel. "A componente da contrapartida nacional da candidatura a financiamento comunitário das obras no atual quartel, entretanto abandonada, será agora canalizada para apoio à elaboração do projeto do novo quartel a edificar no terreno doado pela Câmara à associação", garantiu.

O autarca adiantou que, "na próxima reunião de Câmara será votado aquele aumento de mais de 30% do subsídio atribuído à Associação, com o compromisso de que em 2022 o subsídio será de 30 mil euros".

Sobre o apoio à mudança dos voluntários para um novo quartel, revelou que, na reunião de segunda-feira será também aprovada "uma excecionalidade para o projeto que vai ser implementado aqui nas atuais instalações o que, como contrapartida, vai viabilizar a permuta para a construção do novo quartel dos bombeiros voluntários", adiantou Ricardo Rio.

Lembrando que o município já tinha assumido os custos da contrapartida nacional da candidatura a fundos comunitários, Ricardo Rio explicou que, "uma vez que não foi possível concretizar essa candidatura, dado que houve uma mudança nas orientações do Governo relativamente ao apoio a este tipo de projetos, o município vai canalizar essa verba, 100 mil euros, para apoio à concretização do novo quartel, além da isenção de todas as taxas municipais".

A finalizar, o autarca reconheceu o "enorme contributo, assim como o esforço e dedicação" dos Voluntários durante a crise da Covid-19. Nesse sentido, garantiu que o município "vai disponibilizar algum equipamento, a receber nos próximos dias e vai ainda agilizar com a direção da associação, os testes necessários aos bombeiros que eventualmente venham a ter suspeitas de infeção".

Fonte: JN

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________