Bombeiros de Folga e na Reforma Serão Convocados Face ao Coronavírus - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quarta-feira, 11 de março de 2020

Bombeiros de Folga e na Reforma Serão Convocados Face ao Coronavírus


Os bombeiros profissionais de folga e na reforma serão convocados para ajudar as corporações, tendo em conta a evolução do Covid 19, confirmaram alguns desses elementos.

"Vamos convocar todos os bombeiros no ativo, que, nas suas folgas, se possam disponibilizar, e convocar também todos os bombeiros reformados", informa um comunicado conjunto da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais e do Sindicato Nacional de Bombeiros Profissionais. Esta medida impõe-se "tendo em conta o papel preponderante e fulcral dos bombeiros portugueses neste momento, que representa um desafio para todos nós".

"Temos acompanhado, com preocupação, a evolução do Covid-19 em Portugal e também seguido o Plano Nacional de Preparação e Resposta ao novo coronavírus, as diretivas da Direção-Geral de Saúde e as medidas que têm vindo a ser tomadas ao nível de várias autarquias, como Porto, Lisboa, Braga, Setúbal e Santarém", avançam as estruturas, representativas da classe, referindo que "muitos destes profissionais já mostraram a sua disponibilidade".

O procedimento justifica-se pelo facto de os próprios bombeiros poderem contrair a doença. Caso isto aconteça, "olhando para o panorama nacional de falta de efetivos nos quartéis, os mesmos podem fechar por falta de elementos, que ficam sujeitos a quarentena", acrescenta o comunicado, explicando que "a convocatória justifica-se, assim, como uma medida preventiva ao esvaziamento dos quartéis e à possível falta de efetivos para prestar socorro".

"Trata-se de um momento de emergência nacional, onde os bombeiros, devidamente equipados, e cumprindo todas as normas de segurança (para que não se transformem num elemento transmissor) devem mostrar que estão disponíveis para cumprir a missão de salvar e ajudar a salvar vidas", concluem.

Fonte: JN

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________