Bombeiro suspenso depois de tentar salvar idosa de uma casa em chamas - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

Bombeiro suspenso depois de tentar salvar idosa de uma casa em chamas


O caso que envolve o bombeiro Daniel Dwyer tem sido amplamente noticiado pelos órgãos de comunicação norte-americanos. A entrada numa casa em chamas, onde estava uma idosa com 95 anos, custou-lhe uma suspensão de vários dias. Esta repreensão disciplinar provocou uma onda de contestação entre os seus colegas, que consideram que teve um ato de coragem, enquanto o comandante, responsável pela suspensão, considerou que outros bombeiros foram colocados em perigo a partir do momento em que Daniel Dwyer entrou pela casa em chamas.

"O combate a incêndios é um trabalho extremamente perigoso", disse Randall B. Slaughter, comandante daquela corporação de bombeiros. E embora correr sozinho pelas chamas possa parecer "corajoso e louvável", essa pessoa pode comprometer outros bombeiros, esclareceu.

O DIA DO INCÊNDIO
Foi a 27 de junho de 2019 que o alerta de um incêndio numa casa de madeira, em Collier Drive, chegou ao quartel dos bombeiros de Atlanta. Quando Dwyer chegou ao local, por volta da uma da manhã, uma equipa de bombeiros já tentava controlar o fogo, enquanto uma mulher estava na sala de jantar. Segundo os meios norte-americanos, Daniel tomou a decisão numa fração de segundo. Arrombou a porta da frente, conseguiu puxá-la para fora de casa enquanto os seus colegas avançaram para lhe dar assistência. Apesar dos esforços, a idosa acabou por morrer devido à gravidade dos ferimentos.

A SUSPENSÃO
Foi esta semana, passados oito meses do incêndio, que Daniel Dwyer soube que iria ficar suspenso por vários dias, sem receber, por ter quebrado o protocolo quando entrou na casa e tentou resgatar a mulher.

"Entrou na estrutura sem os membros da corporação", pode ler-se no documento, citado pelo The Washignton Post, onde acrescentam ainda que colocou em causa da integridade dos colegas. Esta terça-feira, o comandante dos bombeiros de Atlanta recusou-se a comentar os pormenores deste caso, alegando que não seria adequado abrir uma discussão pública sobre uma situação que ainda não "foi totalmente resolvida".

O sindicato dos bombeiros locais já se pronunciou acerca deste caso, deixando críticas à decisão, visto que consideram que a atuação de Daniel mereci apenas elogios, tendo em conta o juramento dos bombeiros.

Fonte: SIC Noticias 

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________