Incêndio em Lar Ilegal Fere 18 Idosos - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

terça-feira, 28 de janeiro de 2020

Incêndio em Lar Ilegal Fere 18 Idosos


Um incêndio numa casa que acolhia idosos, no Rossio ao Sul do Tejo, em Abrantes, causou esta segunda-feira 18 feridos. Sete utentes estão hospitalizados, seis em estado grave. O fogo teve origem num aquecedor com resistência, que estava colocado junto a um cortinado que começou a arder. A Segurança Social confirmou que o lar não está licenciado e avalia agora as condições de funcionamento do espaço para "o apuramento de responsabilidades".

Os primeiros meios a chegarem ao local eram bombeiros que passava na rua e que, mesmo sem equipamento adequado, entraram nas instalações e retiraram os idosos para a rua. Alguns estavam acamados e os outros têm mobilidade reduzida, o que dificultou o resgate.

Dos 18 idosos assistidos, 11 não necessitaram de cuidados hospitalares. Os outros sete foram transportados para o Hospital de Abrantes, onde se mantêm internados quatro, por terem inalado fumo. São três homens e uma mulher, entre 75 e 89 anos.

Os três casos críticos, com queimaduras exteriores e nas vias aéreas, foram encaminhados para outros hospitais. Uma mulher de 79 anos, com 70% do corpo queimado seguiu num helicóptero do INEM para o Hospital de São José, em Lisboa.

No Hospital de S. Francisco Xavier, também em Lisboa, está um homem de 82 anos e no de S. João, Porto, está outro homem de 78. O incêndio destruiu a sala onde estava o aquecedor e outra divisão contígua, mas o fumo espalhou-se por todo o edifício. A Polícia Judiciária investiga as causas do incêndio.

Fonte: Correio da Manhã

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________